Aquela sensação de não pertencer à lugar nenhum.

Facebook  |  Instagram  |  Tumblr Eu sempre tive aquela sensação de não pertencer à lugar nenhum. Olhar as pessoas e os lugares como es...


Eu sempre tive aquela sensação de não pertencer à lugar nenhum. Olhar as pessoas e os lugares como espectadora, como se eu estivesse do lado de fora apenas observando.
Na faculdade, no trabalho, no círculo de amigos, numa festa em família. Minha mente questiona: qual lugar eu pertenço?. Meu coração responde: nenhum.
Eu não pertenço ao meu próprio corpo. Me vejo no espelho e sempre fico surpresa com os olhos que me encaram de volta, com o cabelo pintado de rosa, a boca ressecada. De quem é esse corpo que habito? Sinto o estômago doer de fome, e penso o quão enfadonho é ter que cuidar dessa roupa de carne. Queria sair daqui e vagar pelo ar, misturar-me com o vento.

You Might Also Like

11 comentários

  1. Eu achei engraçado aqui, que assim que eu abri o seu blog pra ler, eu vi o comentário lá no meu blog. Digo uma coisa: você não está só, eu me sinto assim todos os dias, sabe? Mas do meio pro fim, a gente acaba percebendo que muitas coisas dependem da nossa interpretação. E tenho que comentar: o teu layout é lindooo! <3 Beijão moça!

    4sphyxi4

    ResponderExcluir
  2. Tenho a mesma sensação que você. Ao mesmo tempo que isso é ruim, pode ser bom. Nos permite a ver todos os lugares com mais atenção e não com a mente fechada, sabe?

    ResponderExcluir
  3. Sei bem como é, e me sinto assim também. É uma sensação complicada, mas eu gosto de não pertencer.

    ResponderExcluir
  4. Já me senti muito assim, mas a gente encontra nosso lugar nas pequenas coisas, as mais inesperadas. Porque todo mundo tem o seu lugar no mundo sim ;)

    ResponderExcluir
  5. Essa é uma sensação tão recorrente pra mim! Mas aí eu me lembro de uma dessas conversas de bar que tive, quando a gente já tá meio bêbado sobre como a gente tem que fazer o que a gente tem que fazer, por mais insignificante que seja, porque só a gente pode fazer isso. E que de todas as pessoas que a gente pode ser, somos nós sabe? E que se não fossemos nós, não existiríamos, porque ninguém pode nos substituir.
    Então é aquela máxima: um dia de cada vez e vamos lá. :D


    Beijos.
    www.jadeamorim.com.br

    ResponderExcluir
  6. J´s me senti muito assim, ainda me sinto as vezes, mas em alguns lugares eu me sinto confortável, uma hora ou outra você encontra o lugar a qual você pertence, disso eu tenho certeza.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  7. acho que você ainda não se encontrou, mas todo mundo se encontra na vida, basta tempo, sei lá eu acho. Todo mundo tem um proposito nesse mundo né!

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
  8. Que profundo! Adoroooo... nossa nem sei o que falar. Compreendo seu sentimentos porque também me sinto assim.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  9. essa mocinha da ilustração parece com você, e a formiguinha ali do lado sempre me deixa confusa e vou com o mouse tentar pegar, hahahaha ❤ sobre o texto, já me senti muita muitas muitas vezes, mas nos últimos tempos não tem acontecido tanto. acho que a melhor coisa nesses momentos de se sentir como se não pertencesse a lugar nenhum, é ir atrás de coisas que nós realmente amamos (e pessoas tb). encontrar nosso lugar não é fácil, mas deixa as coisas (na nossa cabeça) mais fáceis.

    ResponderExcluir
  10. Parece que suas palavras me descrevem...não sei se nasci na época errada,ou se sou apenas uma espectadora da minha própria vida

    ResponderExcluir

;D