24 de setembro de 2017

Relacionamentos e pessoas são complicadas.


Eu levei muito tempo para entender que aquela pessoa perfeita não existe. Infelizmente, não existe alguém que vai tirar todas as nossas inseguranças, que vai suprir toda a nossa necessidade de afeto, alguém que sabe o que você está sentindo e compreende sem que seja necessário falar. Existe a pessoa que vai te ajudar a crescer mentalmente e emocionalmente, porém ela também é cheia de falhas, inseguranças e sentimentos. Será um crescimento mútuo, e às vezes bem complicado. Pessoas machucam o coração umas das outras, a comunicação é algo que pode ser mais difícil do que simples.
Meu pensamento sobre relacionamentos sempre foi errôneo, eu acreditava que a pessoa deveria se encaixar de uma forma que me confortasse. Eu não dava espaço para conhecê-la de verdade, não aceitava os erros, as manias. Acreditava que ela deveria ser perfeita, que deveria saber o motivo da minha irritação sem eu nem ao menos falar o motivo. Eu era tão imatura em relacionamentos, às vezes acho que ainda sou. Na verdade, com certeza ainda sou.
Tenho dificuldades em lidar com as pessoas, e muitas vezes penso em desistir delas. Essa minha vontade de abandonar à todos se deve à minha necessidade de ficar sozinha, eu realmente acredito que sou melhor sozinha. Não apenas isso, mas também há o medo de errar e ter que lidar com os sentimentos alheios. Desculpa te machucar, seria melhor se eu saísse da sua vida.

Eu sou cheia de erros e paranoias, e cada vez mais tenho consciência disso, do quão louca sou e como meus sentimentos afetam meu físico e mental. Aprendo algo novo sobre mim todos os dias, e é ridículo e infantil como eu esperava a pessoa perfeita aparecer. Ninguém é perfeito, todo mundo é uma massinha de inseguranças e medos tentando fazer o seu melhor.

8 de setembro de 2017

Ainda te devo um café!


No finalzinho de agosto, o correio trouxe um presente da minha amiga Francieli Mendes! A gente se conheceu pelo blog mesmo, em meados de 2010/2011, ou seja, no início do meu blog! Começamos a conversar e a desabafar também sobre as coisas da vida. Ela me apoiou muito toda vez que postei um texto, e agora me apoia quando eu posto meus desenhos!
Mudamos muito depois de seis anos, ainda não nos vimos pessoalmente, pois moramos em diferentes estados do Brasil, mas o plano de nos ver continue de pé, e eu devo um cafézinho à ela huahua.

4 de setembro de 2017

I'm cyborg but that's ok


Eu estava perambulando pelo youtube, e descobri o I'm cyborg but that's ok, é um canal que faz clipes de músicas usando pedaços de filmes e séries. Eu achei perfeito! É feito por uma pessoa brasileira, não descobri mais do que isso, além dela ter um ótimo gosto para músicas e filmes ♥. Eu me apaixoneeeei *-*.
Selecionei alguns que mais gostei com links para assistir aos clipes modificados:


- Daisies dançando loucamente em SALES - Pope is a Rockstar. Daisies é um filme de comédia dramática e surrealista tchecoslovaco de 1966. Quem me chamou para assistir ao filme foi a minha irmã dois anos atrás, quando ela estava numa vibe de filmes desconhecidos das terras de lá.

30 de agosto de 2017

Tantas pessoas para conhecer, e tantos lugares lindos para ver!


Faz 1 ano desde que comecei a sair mais de casa, que me desafiei a conhecer pessoas novas e lugares novos. Não foi tão rico como eu queria, não fui à muitas aventuras que pretendi, mas definitivamente todas as experiências que tive mudaram minha visão, meu modo de me relacionar com as pessoas, e aprendi a sair mais do casulo - não saí completamente, mas isso é um processo -, também foi um ano em que passei a desenhar mais, e também me senti livre.
Agosto do ano passado foi quando minha vida teve uma mudança, e eu precisei me reinventar, redescobrir quem eu era, eu havia me perdido e precisava me encontrar. E sinto que estou encontrando uma Bruna que me agrada bastante, é a primeira vez que comecei a me sentir bem comigo mesma.
Tudo isso parece besteira, mas são grandes coisas para uma pessoa introspectiva e tímida como eu. Eu tinha apenas uma amiga de verdade, e nesse meio tempo ela provou não ser verdadeira. Enquanto isso, eu tinha um melhor amigo, mas não tínhamos nos conhecido fora da internet, até que nos encontramos em março! *Chris, se estiver lendo, te amooo*. Também foi nesse um ano que conheci o Brunno, um rapaz maravilhoso que aguenta as minhas doideiras e não me julga por nada. *Brunno, te amoooo*.
Arrumei outras novas amizades também importantes, e me sinto querida. Sou 100% eu perto delas? Ainda não, preciso me soltar mais, com o tempo consigo hauhua.

Pela primeira vez (muitas primeiras vezes nesse post huahua), sinto-me aberta à novas amizades, quero conhecer pessoas e lugares, quero ouvir músicas novas, experimentar novas bebidas, ver novos artistas, pisar em diferentes praias e sentir cheiros diferentes.
Ter o blog nessas fases da minha vida é muito necessário, assim eu me lembro de que minha vida não é apenas a bosta que imagino ser. Muitas coias legais acontecem, e muitas outras podem acontecer se eu permitir e for atrás. Obrigada a quem me acompanha e torce por mim!

~
Participando do BEDA nos grupos Se organizar,todo mundo bloga | Café com Blog | United Blogs

18 de agosto de 2017

Tutoriais que talvez eu nunca faça!


É hora de confessar que "DIY" e aquela coisa na minha vida: eu guardo vários tutoriais interessantíssimos, porém nunca farei nada daquelas maravilhas nessa minha existência.
Eu esqueço, mudo de ideia, ou simplesmente me dá preguiça. Salvar diy's é o meu pecado. Já salvo sabendo que há somente 20% de chances de colocar a mão na massa. Isso é triste huahua.
Vim falar de PELO MENOS cinco tutoriais que eu queria fazer e que nunca cumpri, quem sabe alguém lê e faz:


Fazer tinta ecológica usando floreeeeees *-* é algo que eu com certeza quero queria experimentar numa folha de desenho! 
© Bruna Morgan | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.