3 de janeiro de 2019

Desejar que os próximos dias sejam de crescimento


Esse foi o único registro do ano-novo, ele não foi tão fantástico como o de 2017-2018, mesmo assim passei com pessoas que considero muito importantes e que estiveram presentes em 2018. Espero que a amizade continue e cresça agora em 2019!
Antes do ano acabar, eu desenhei 3 metas que almejo alcançar nesse ano novo. É o segundo ano que passo com otimismo sobre mim mesma, querendo que as coisas realmente deem certo. O ruim de viver com depressão por anos é isso, não querer viver e não ficar feliz planejando sua vida. Sinto que estou me reconquistando aos poucos agora que estou melhorando.

Conhecer novas pessoas e fazer mais amizades. Principalmente amizades que me inspirem a ser uma pessoa melhor.
Eu não sei fazer amizades, ainda sou tímida com isso, porém apesar de ter bons amigos de confiança, sinto que preciso conhecer MAIS pessoas. Não posso sobrecarregar os amigos que já tenho, às vezes as pessoas estão sem tempo, e não podem conversar o dia todo ou sair sempre que dá vontade. Sinto que preciso de mais amizades legais e verdadeiras, conhecer mais pessoas é sempre bom.
(Eu desenhei pessoas que inventei? Sim, isso é triste? Sim, mas espero em até final de 2019 elas sejam reais).

Produzir o dobro de desenhos e textos pois apenas a arte me salva quando nada mais me resta.
Fiz uma retrospectiva de desenhos e uma retrospectiva de histórias em quadrinhos, não fiz nenhuma sobre meus textos, e vi que preciso produzir bem mais. Além de desenvolver meu portfólio.

Não ter medo de encarar o DESCONHECIDO.
Eu sinto frio na barriga, minhas mãos começam a suar, fico nervosa e meu coração parece que vai atravessar o peito. Entretanto, não posso deixar meu medo do desconhecido me impedir de fazer as coisas.

Quais as metas de vocês para 2019?

31 de dezembro de 2018

Retrospectiva


Em 2018, eu fiz tantas coisas! Nunca pensei que um ano tão ruim seria tão bom! Conquistei metas e projetos, conheci muitos lugares, fiz coisas diferentes, vi meus amigos de longa data!
No início do ano, eu tinha 164 mil seguidores no Facebook, e 10mil no Instagram. Hoje tenho 186mil e 28,1mil respectivamente!

- A Vultus Persefone falou da minha arte no blog dela!
- Fiz parceria com o canal Megapix!
- Fui chamada para compor o pacote de março do Colabe: Clube de Adesivo.
- Fui convidada para compor a publicação de quadrinhos lésbicos Melaço!
- A artista Mariana Sales me entrevistou em seu site!
- Fui no meu primeiro carnaval e com meus amigos!
- Fui para São Paulo duas vezes!
- Apareci na lista de quadrinistas da página Mina de HQ!
- Vi meus amigos mais vezes, conheci quem só conhecia pela internet e revi amizades antigas!
- Fiz três novas tatuagens!
- Recebi fanarts de pessoas que seguem minhas páginas de desenho!
- Fui no MASP e publicaram minha foto na conta oficial do instagram!
- Comecei meu tratamento psicológico.
- Terminei de ver Gilmore Girls!
- Fui reconhecida na rua mais de dez vezes!
- Cheguei ao menos na metade da minha primeira campanha no Catarse!


- Fui em uma meditação da Lua Cheia com minha mãe na praia.
- Concluí o BEDA 2018!
- Fiz ensaio fotográfico de shibari.
- Comemorei meu aniversário.
- Concluí o Inktober!
- Tive uma festa de Halloween!
- Concluí o Huevember, fazendo a série Clube Secreto dos Colecionadores Compulsivos.
- Consegui bater a meta da minha segunda campanha no Catarse!   
- Fui à uma praia de nudismo!
- Tive meu mapa astral lido.
- Celebrei o Solstício de Verão, e minha mãe e minha irmã apreciaram.
- Concluí o projeto 100 lugares para conhecer em 1 ano!

Em 2018, eu fiz 136 desenhos, assisti à 61 filmes e séries, li 12 livros, visitei 86 lugares novos.

29 de dezembro de 2018

Minha produção mensal em desenhos


Além das histórias compridas, esse ano fiz 136 desenhos! Foi um ano de muitas experimentações, e um ano em que vi que realmente a arte me salva. Nesse post, falarei sobre cada mês da minha produção.


Janeiro - comecei o ano com o Meet the Artist, e creio que é uma boa tradição anual, farei novamente em 2019! É uma maneira de mostrar quem sou para os leitores, e também criar uma imagem minha para eu mesma. Fiz 9 desenhos, incluindo a história Manifesto por alguém que beba café comigo.
Fevereiro - eu não queria ser esquecida por uma pessoa, e fiz 4 desenhos, além de Acho que o amor não foi feito para mim
Março - todo mundo se perguntou quem matou Marielle, e até agora ninguém descobriu...
Fiz 5 desenhos, e a história À Todas as Mulheres.
Abril - estava passando por um fundo do poço, fiz 5 desenhos e desenhei Sobre a insegurança.


Maio - quando estava sendo iludida, fiz só 2 desenhos huahua.
Junho - não desenhei nadinha.
Julho - fiz 8 desenhos, todos bem melosos. Incluindo, Tudo bem você não sentir o mesmo por mim, e Isso não acaba.
Agosto - Fiz 7 desenhos, incluindo Melaço, Ela adormeceu ao meu lado, e Eu guardei você em uma caixinha.
Setembro - eu estava passando por outra crise, fiz 5 desenhos, além de desenhar sobre o Setembro Amarelo.


Outubro - foi o primeiro mês do ano mais produtivo. Consegui concluir o desafio de Inktober, seguindo a série da coelhinha com a lista de sentimentos que sorteei. Fiz 46 desenhos, incluindo Bode.
Novembro - segundo mês mais produtivo, concluí a série Clube Secreto dos Colecionadores Compulsivos, fiz o catarse para a publicação e consegui bater a meta! Fiz 35 desenhos, incluindo Páginas de Meu Diário, e Sobre o prazer de estar sozinha.
Dezembro - Fiz 10 desenhos, entre eles Como curar um coração partido e Gatos Mal-Humorados.

27 de dezembro de 2018

O tanto de histórias que desenhei esse ano


Desenhei bastante em 2018, e uma das metas que cumpri foi que queria produzir mais histórias! Eu me queixava de fazer histórias de uma página só, então parei de reclamar e fui fazer. Muitas passei madrugadas desenhando, outras saíram tão rápidas como um sopro hhauhua. Fiz pelo menos 1 história por mês, em alguns meses cheguei a fazer 3!
Espero produzir bem mais em 2019!


O primeiro quadrinho do ano foi Manifesto por alguém que beba café comigo, é uma história para amantes de café que gostariam de encontrar outros amantes de café.
Acho que o amor não foi feito para mim é um desabafo, minhas experiências amorosas nunca são muito boas, e elas me deixam menos esperançosa sobre encontrar um amor de verdade hahua.
À todas as mulheres foi feito em março para o dia da mulher, é um texto feminista da Ana Paula Martins, que eu queria muito desenhar há tempos, desenhei mulheres reais do meu convívio, mulheres que me apoiaram no meu caminho como artista, mulheres que ficaram ao meu lado em certos momentos, mulheres que eu admiro, amigas artistas, e principalmente mulheres que estavam presentes quando eu descobri o feminismo..

22 de dezembro de 2018

Gatos Mal-Humorados

Entrevistei longamente seis gatos da vizinhança, na intenção de saber quais são seus pensamentos e desejos mais profundos. Nem todo felino sonha apenas com sachê de atum, seus corações almejam muito mais.

 
© Bruna Morgan | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.