21 de março de 2020

Mapa de Influências - Curso Grátis de Criatividade #fazernaquarentena

Esses dias achei uma lista de cursos grátis da Domestika, a plataforma disponibilizou 10 cursos gratuitos durante a quarentena, entre eles o "Desenho e criatividade para pequenos grandes artistas", tendo o ilustrador espanhol Puño. O curso é ótimo para crianças e também para adultos que querem sair do bloqueio criativo! É dividido em 4 unidades + projeto final.

A primeira etapa é fazer seu próprio mapa de influências. Eu fiz dois, o primeiro é um mapa de ilustradores e quadrinistas brasileiros que me influenciam. O segundo é um mapa só de gringos de várias partes do mundo.

Um mapa de influências não é um mapa de plágio, ele serve para você ter uma ideia das pessoas e dos artistas que influenciam sua forma de fazer arte. Minha inspiração é influenciada por mil artistas, mas todos não caberiam aqui, então botei alguns em ordem aleatória.


19 de março de 2020

Plantar milho de pipoca para o seu gato #fazernaquarentena


Os gatos não comem apenas ração e pequenos animais, eles também amam comer graminha, pois facilita o estômago a liberar toxinas e a digerir as bolas de pelo! Eu até ouvia quando criança a história de que se o gato está comendo mato, é porque a barriga não está muito boa e precisa da grama para pegar nutrientes necessários. 

Não só de graminha medicinal vivem os gatos, eles também amam ervas de gato e plantinhas comestíveis, um dos preferidos é: graminha de milho de pipoca. Serve como um snack, um petisquinho, e também ajuda na limpeza dos dentes.


A receita é simples, pegue alguns milhos de pipoca (a normal que fazemos pipoca mesmo). A pipoca de microondas não serve. Um vasinho com terra adubada, escolha um local que receba sol, e água!

Você vai pegar o vasinho com terra adubada, botar os milhos de pipoca numa altura de 3 dedinhos do fundo do vaso. Então espalhar os milhos com um pouquinho de espaço entre cada um, colocar outra camadinha de terra num espaço de 2 dedos até a superfície. Regar 1 vez por dia, sem encharcar a terra, e deixar pegando sol de manhã. Não deixe pegando sol o dia inteiro.

Em 1 semana os brotinhos começam a aparecer!


Eu tinha uma máquina-de-escrever bem velhinha, e ela serviu para o teste. Coloquei terra nela e botei cinco milhos de pipoca, eu queria ver se ia dar certo mesmo, e deu! Logo subiram os verdinhos.

Se você tiver mais gatos, pode plantar em uma jardineira ou em vários vasinhos!

Cuidado com inúmeras plantas comuns que são venenosas para os gatinhos. Praticamente todas as plantas que dão flores são tóxicas. Elas podem intoxicar e até matar, dependendo da quantidade. Por isso fique em alerta e não deixe seu gatinho comer qualquer mato na rua ou jardim. (Mundo Miau)


Ikki ficou todo feliz, nem esperou todas crescerem por completo, já foi devorando tudo. Ele encontrou totalmente intuitivo, minha irmã me mandou o vídeo dizendo que ele já estava comendo sem ninguém ter mostrado as graminhas hahaha agora poderei plantar mais!

~~ Essa tarefa fez parte do desafio #366nuncas, em que é necessário fazer uma coisa diferente por dia, durante 1 ano!

5 de março de 2020

Caçando o que fazer #366nuncas


Em 2020 comecei o projeto 366 nuncas! Onde me proponho a fazer uma coisa nova por dia durante 1 ano! Veja mais sobre o projeto aqui.

Deixei um livro no ônibus para o nº 24 do desafio. Simenon é um autor de ficção policial que eu gosto bastante, e Maigret é o personagem dele que desvenda vários mistérios e assassinatos. Espero que alguém goste dele tanto quanto eu!


Item 25º eu nunca tinha ficado de cabeça para baixo em uma rede! Meu namorado disse que ficava assim quando era criança, pois tinha rede em casa desde sempre. Meu caso foi diferente, só ficava na rede na casa da minha vó, e depois de um tempo ela tirou, então não brinquei do mesmo jeito que ele.
Nunca é tarde para ficar de cabeça para baixo na rede.

13 de fevereiro de 2020

Ainda não sou eu e a culpa é minha


A Bruna criança sonhava em ser um tipo de mulher quando crescesse: artista, independente, ligada à natureza, e amada pelas pessoas que me são importantes.
Na retrospectiva de dez anos, pude ver quanto cresci e o quanto conquistei artisticamente. Fiz mil coisas e produzi igual doida, mesmo tendo depressão e ansiedade.
Entretanto, não cheguei nem metade do caminho. Sei que tenho potencial para correr atrás e para conquistar meus objetivos, mas ainda não sou eu e a culpa é minha, ainda não me tornei aquela mulher dos meus sonhos por causa da minha autossabotagem constante.
Sou minha pior inimiga e me coloco para baixo em todos os momentos. Não consigo nem comemorar completamente quando alcanço algo, pois eu mesma diminuo meus esforços.
Não consigo ser eu mesma por minha causa, e não sei como mudar isso.
Seria tão mais fácil se o sabotador fosse uma terceira pessoa, assim eu poderia apenas dar um socão no rosto dela e mandar pastar. Mas o que fazer quando essa pessoa sou eu? É fácil dizer para não escutar essas vozes depreciativas, porém elas parecem tomar controle do meu corpo e tirar toda minha serotonina.

2 de fevereiro de 2020

Recentes andanças


Minha terceira vez no projeto de conhecer 100 lugares em 1 ano! Minha primeira foi de novembro de 2017 à novembro de 2018, eu era bem reclusa e quase não saía de casa, sofria demais por causa da ansiedade, e percebi que não estava vivendo. Muitas vezes chorei antes de conseguir passar pela porta, entretanto consegui concluir o projeto com sucesso! 
A segunda vez iniciei em metade de janeiro de 2019 até metade de janeiro de 2020, tive muitas complicações de saúde física e também emocional, cheguei a ficar em casa por 1 mês inteiro várias vezes, cheguei ao final do desafio com 72 lugares visitados, faltando apenas 28. Fiquei aliviada de ter conseguido ao menos mais da metade.
Voltei agora com a terceira vez no projeto! Dando início dia 23 de janeiro de 2020, ansiosa para conhecer muitos lugares!

Início de novembro de 2017, eu me deparei com os vídeos e o blog da Claudia Hi, ela já estava no final do seu projeto #100 lugares em 1 ano, e aquilo me inspirou muito! Então decidi tentar!

Também quer participar do projeto? Leia aqui!
© Bruna Morgan | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.