18 de dezembro de 2011

Falaram do blog + Tag + Entrevistas!


A linda da Miriã falou do blog e de mim no Brazilian Diamond (blog que eu sigo e recomendo), na tag "Blogs que valem a pena conhecer".
Ela escreveu o seguinte:

"Talento . É o que pode definir Bruna Morgan , a dona do blog que leva seu nome . Como essa menina escreve bem ! Se  você quer  textos inspiradores e posts muito bem feitos sobre fotografia esse é o seu blog ! A garota é tão "fera" que possui alguns contos ( que eu já li e tenho salvos aqui !), textos curtos , pensamentos ... tudo de autoria própria e ela está se preparando para lançar um livro (!!)  Não sabe qual livro ler ? Acesse esse blog e você irá achar várias resenhas de livros incríveis . O que está esperando ? Corre lá!"

Eu fiquei super feliz pelos elogios e pela indicação *-*, cliquem aqui e conheçam os outros blogs indicados :D

Tag

Recebi a tag do blog My Way, as regras são:
  • Falar de 10 coisas que menos gosto!
  •  Divulgar o blog que me indicou (http://myway-oficial.blogspot.com)
  •  Postar 10 imagens do que menos gosto.
  •  Indicar 10 blogueiras para dar continuidade ao tag.

1- Gente que fala errado e acha legal. 2- Gente que fala alto. 3- Falta de internet. 4- Gente que se acha cult. 5- Educação-física. 6- Quando o download demora muito e dá erro. 7- Professores mal amados. 8- Piadistas sem graça que não sabem contar piada e insistem em contá-las. 9- Revista fútil teen. 10- Gente que começa a achar algo bonito porque esse algo está na moda.

Indico a tag para as pessoas que comentarem esse post ;p

Entrevistas



Eu não divulgo muito o meu blog e não me inscrevo em concursos de destaques, então até hoje me fizeram duas entrevistas, e que por sinal amei respondê-las *-*.
A primeira foi no blog da Francelle Morgan, aqui. E a segunda entrevista foi para o blog que está surgindo agora, o  Uma Nerd Fora de Sala, da Tati Magalhães, aqui. *-*

15 de dezembro de 2011

Mais desafios!


Além do "Desafio Literário 2012", também vou participar dos desafios: "24 livros em 12 meses - O Desafio", "Desafio Literário de Férias" e "Projeto Agatha Christie".
Segue a lista:

9 de dezembro de 2011

Sobre textos e leitores.


Certa vez eu li em um artigo sobre a importância de um blog para um futuro escritor. Dizia que é muito importante começar a cativar um grupo pequeno de leitores que dão valor aos textos publicados na blogosfera, e que estão dispostos a apoiar o crescimento do escritor amador.
Imediatamente lembrei-me dos meus leitores, que leem meus textos e meus desabafos, não dando importância ao tamanho (que às vezes chega a ser imenso) do post. Fico muito feliz em saber que pessoas (que nunca me viram na vida) gostam do que eu escrevo e opinam.

4 de dezembro de 2011

Novos autores + Resenha.




O Apartamento 200

Autor: André Luiz Vilela mora em São Paulo e tem quinze anos. Esse é o seu segundo livro publicado!

Sinopse: Emily uma jovem esposa e mãe de dois filhos que trabalha em uma Empresa de Marketing, ao chegar em sua casa presencia um assalto e duas mortes, decide então mudar-se com a família para um elegante prédio récem construído de 200 andares. A vida voltava ao normal mesmo tendo que trabalhar muito mais devido a sua decisão e mal tendo tempo para família, estranha o fato de ao chegar em casa não encontrar ninguém... percebe que a algo errado e ao receber um chamado de que seus filhos estavam em perigo, Emily parte em busca de ajuda, mas no meio da descida o elevador para...e o suspense se incia.




Poesia Catártica
Comprar | Skoob | Blog


A Autora: Recém saída da blogosfera brasileira, Hamires Cristine Ferreira tem por características em sua obra uma profundidade marcante, carregada de sentimentos, bem como a dramaticidade, o enigma, a prolixidade e a própria catarse envolvida em seu processo literário.


Sinopse: catarse |z| (grego kátharsis, -eós, purificação) s.f. 1. [Filosofia] Palavra pela qual Aristóteles designa a "purificação" sentida pelos espectadores durante e após uma representação dramática. 2. Método psicanalítico que consiste em trazer à consciência recordações recalcadas. 3. Libertação de emoção ou sentimento que sofreu repressão. Leitura para quem realmente aprecia a profundidade da poesia, Poesia Catártica traz uma seleção de poemas escritos pela autora entre fevereiro de 2011 e novembro do mesmo ano.



Resenha: O Menino Narigudo, de Walcy Carrasco


Autor: Walcy Carrasco
Ano: 2003
Total de Páginas: 80
ISBN: 8516035433
Editora: Moderna

Sinopse:

Dono de um nariz imenso, Cirano sofre terrivelmente. Seu nariz vive se metendo onde não é chamado: nas portas, na comida, na sobremesas, na cabeça do colega da frente. Quem poderia se apaixonar por um adolescente com um nariz assim? Cirano ama Roxane, que ama Cristiano, o melhor amigo de Cirano. Roxane ama também a poesia que Cristiano não sabe fazer. E quem melhor do que Cirano para ajudar Cristiano com lindos poemas de amor?


Resenha:
Eu estava a procura de um livro, quando surgiu a Ana me perguntando se eu havia lido "O Menino Narigudo". De início eu pensei duas coisas opostas: a primeira foi que achei o título adequado para uma história infantil, daquelas que até os animais falam, e a segunda totalmente contrária foi que esse é um título bem intrigante, quer dizer, eu fiquei com uma vontade imensa de saber a respeito do livro. A conclusão foi que achei a história interessantíssima! Longe passa da chatice.
O autor chamou atenção ao fato de que na maioria das vezes não vemos as pessoas pelo coração, mas pela aparência, pelos "defeitos" que não são bem vindos aos nossos olhos.
Cirano gosta tanto de Roxane, mas desiste de contar isso à ela, achando que a menina vai rir de seu nariz imenso. Então ele fica acanhado, pensando que mal poderia falar com ela, que deveria evitá-la todo o tempo, até que se descobre algo em comum entre eles: o amor pela poesia. É aí que surge uma grande amizade. Porém, o amigo de Cirano se apaixona também por Roxane... E o final eu não vou contar!

28 de novembro de 2011

Internet e comunidades que falam por mim.


Eu estava sem internet nesses últimos dias, por isso minha falta de atualização e meus posts ruins.
Tenho a doença moderna: vício por internet, e não há remédio que possa me curar! Incrivelmente pego-me anotando o que tenho que fazer no computador minuto após minuto. Malditas máquinas.
Saudemos a nossa grande era da tecnologia! Tão fútil e manipuladora.
Enfim, parece que tudo voltou ao normal essa manhã e isso me deixa feliz. Agora posso atualizar meus blogs, responder aos comentários e fazer o bolo de tarefas que não me darão lucro nenhum e que só posso fazer na frente do computador.

Entrementes, sou viciada também em comunidades que me descrevem. Então vou colocar aqui algumas que mais falam por mim:

21 de novembro de 2011

Alguns trechos


Primeiro eu quero agradecer pelos comentários no último post. Eu precisava desabafar e vocês me apoiaram bastante, obrigada :D
Agora aos trechos. Bem, eu sou apaixonada por fragmentos de textos, então vou compartilhar no blog algumas partes de histórias que não postei aqui. Eles não se interligam, então pode ser que não entendam muito bem.



19 de novembro de 2011

Monstro da indecisão e desabafo: o que fazer? + Selos


Todos me diziam que nessa idade eu teria de escolher o que fazer da minha vida, se seria médica, advogada, professora, veterinária... Falavam que é algo normal e que todos passam por isso, porém não falaram o quanto é aterrorizante e perturbador ter de escolher o que fazer diante de tantas opções e diante de tão curto prazo.

17 de novembro de 2011

Resenha: "Ainda não te disse nada", de Maurício Gomyde.

Autor: Maurício Gomyde
Ano: 2011
Total de Páginas: 236
ISBN: 9788591184019
Editora: Porto 71

Compra: aqui
No Skoob

Sinopse:
Ninguém mais escreve cartas hoje em dia", Marina pensava. Até que um dia uma caiu em suas mãos por engano e mudou o rumo de sua vida. Levou-a ao lugar que ela sempre sonhou. E a conhecer o amor do jeito que nunca imaginou, da forma mais improvável do mundo...

16 de novembro de 2011

Quarta-feira



Cinco em ponto da manhã. Meu café já esfriou, mas eu não me importo, visto que também gosto dele frio.
Meus ouvidos só escutam o som do piano (que traduz tudo o que estou sentindo no momento), La Chute, meus fones cravados um pouco abaixo de minhas têmporas. Quando eu os tiro, só ouço meus dedos digitando no teclado e a respiração tranquila de minha mãe.
Cinco e três. Nesse meio tempo eu parei de digitar, estiquei os dedos e dei um gole no café. Clichê. Cinco e quatro. A música parou e eu coloquei no repeat. Click. Click. E La Chute novamente. La Chute. La Chute.
Cinco e cinco. Eu sinto aquela vontade de mergulhar num lago profundo. Largar meus medos lá dentro, minhas frustrações que ainda nem aconteceram, minhas decepções imaginadas. Utopia. Poderia eu sumir por alguns minutos? Deixar de respirar. Não existir no mundo. Porém num piscar de olhar. PAM. Eis que eu apareço em cima de uma árvore e aceno para você.
Cinco e sete. A música está no terceiro minuto e no decimo segundo segundo! Repetição de palavras iguais mas com significados diferentes. Como "aguardo". Eu aguardo a sua chegada. E "aguado", meu peito está aguado de ressentimentos. Aguardo e aguado, apenas um R muda a coisa. E você me perguntaria (se deixasse a preguiça de lado), "mas e esse R? o que vai fazer com ele?", E eu responderia: "colocarei num baú", e você me acharia idiota e nunca mais falaria comigo outra vez. Eu morreria. Morrreria com meus 4 erres.
Cinco e doze, La Chute acabou. Só ouço o barulho constante do ar condicionado e da respiração de minha mãe. A tela do computador arruinando a minha vista, meus dedos vacilantes por entre as teclas... O voce está sem acentuo.

8 de novembro de 2011

Selo + 16 fontes pra você!


Essa semana eu ganhei um selinho do  para colocar no blog *-*

O blog que receber este selo deve indicar 10 blogs para ganhar também.
Os blogs indicados deveram fazer: 
1° Fazer um post sobre o Selo Sunshine Awards 2011
2° Responder as perguntas
3° Repassar o selo para outros 10 blogs e avisar em seus respectivos blogs.
4° Indicar os blogs que você gosta!

Nome: Bruna Morgan
Cor favorita: rosa
Animal favorito: gatos
Número favorito: 5
Facebook ou Twitter: @gggameover
Sua paixão: dormir
Dia Favorito: sexta-feira
Flor favorita: girassol

Eu indico o selo aos meus seguidores!


16 fontes no CB


Hoje no CB coloquei 16 fontes pra download, pega lá! :D

Resenha: Tão Ontem, de Scott Westerfeld.



Autor: Scott Westerfeld
Ano: 2007
Total de Páginas: 316
ISBN: 8501076899
Editora: Record

Sinopse:

Romance, ação, mistério e uma boa dose de sátira, "TÃO ONTEM" é um romance fascinante, que vai fazer você questionar tudo que sempre pensou sobre o que é ser cool.
Você já pensou em quem foi o primeiro a usar a carteira presa por uma corrente ou quem começou a usar calças grandes demais de propósito? E o primeiro a usar o boné virado para trás? Esses são os Inovadores, as pessoas no topo da pirâmide de consumo. Aos 17 anos Hunter é um Caçador de Tendências, os segundos na pirâmide. Seu trabalho: identificar o que há de mais novo e legal para o mercado seguir. Seu modus operandi: observar sem se envolver. Mas a partir do momento que ele conhece Jen, uma Inovadora, ele não consegue evitar se envolver. E muito.


Resenha:
Assim começa a história: "E vocês precisam de nós. Alguém deve guiá-los, moldá-los, garantir que hoje se transforme em ontem dentro do prazo. Porque, francamente, sem nós para monitorar a situação, quem sabe o que poderia ser enfiado em suas cabeças? Afinal, não é como se vocês pudessem simplesmente sair tomando suas próprias decisões". Neste livro o autor nos mostra aos poucos uma ideia de como funciona essa incrível teia que está por trás dos desfiles de moda e o que se vende no shopping.
A história é narrada pelo jovem Hunter, um menino tão obcecado em tirar fotos pelas ruas de acessórios que podem ficar na moda, que foi contratado exatamente para isso e virou um "Caçador de Tendências", é assim que penteados, cadarços, colares e outras coisas criadas por pessoas "normais" ficam na moda tão rápido e todos na rua já estão usando. Isso é até um pouco engraçado, afinal quem não tem um pouco de "Inovador" dentro de si, a ponto de andar na rua com um acessório customizado, e na semana seguinte ou poucos dias depois começar a perceber outras pessoas o usando? 
O caso é que quem for ler "Tão Ontem" vai embarcar numa aventura repleta de armações de empresas de moda, sequestro, câmeras com efeito paka-paka, fuga, e não vou dizer mais senão vou contar o final do livro!



4 de novembro de 2011

La Lullaby + Cantadas nerds


Hoje eu postei uma história no La Lullaby, confere lá :D


Cantadas nerds
Dirty Nerd é o nome do projeto da ilustradora Nicole Martinez (clique aqui) que anda circulando pela internet. O projeto consiste em várias ilustrações com frases românticas, quase cantadas, e tudo isso dentro do mundo “nerd”. Desde partículas até robôs.

3 de novembro de 2011

Post no CB + Curta: Reflections of a Skyline.


Essa semana eu fui convidada pela dona do CB a participar da equipe! E o meu primeiro post foi sobre como fazer coques altos ;p, confere lá!


Reflections of a Skyline
Dirigido por Michael Tamman e Richard Jakes, foi filmado sobre um telhado em Londres durante um único dia. Parte do filme "Crave" de Sarah Kane Uma escritora muito talentosa, mas que não conseguiu que o seu trabalho fosse apreciado por muitos até que fosse tarde demais. Ela cometeu suicídio aos 28 anos enforcando-se em um banheiro no London's King's College Hospital.

29 de outubro de 2011

20 coisas inúteis que eu quero! #17

29 de outubro de 2011


1º Mochila ozzie : $ 30



2º Colar tribe : $ 14



28 de outubro de 2011

O melhor dia que um cara poderia ter + Noite na Taverna.



Hoje eu escrevi um texto no blog da Mandy, La Lullaby, e vim compartilhar com vocês a pequena história que fiz na hora do recreio só pra postar lá! :D
É só clicar aqui.



Resenha: Noite na Taverna


Autor: Álvares de Azevedo
Ano: 1994
Total de Páginas: 139
ISBN: 8571750378
Editora: Garnier

Sinopse:
Proporciona ao leitor uma viagem ao mundo fantástico da melancolia e morbidez que caracterizam a época em que viveu Álvares de Azevedo. Numa taverna, um grupo de conhecidos reúne-se para espantar o tédio com o vinho nos lábios e contos macabros afluindo da mente.

Resenha:
Eu recebi esse livro de presente de uma professora de redação, a Érica, quando estava na sétima série.
Já conhecia Álvares, mas não havia tocado num livro dele antes, porém quando cheguei em casa a primeira coisa que fiz foi abri-lo. Noite na taverna foi o meu amor, Álvares foi o meu amor, nesse livro que eu conheci Byron, que tive vontade de nascer naquela época e conhecê-los.


O livro é narrado por cinco personagens numa taverna, cada um conta uma história de amor com fins trágicos, derramado de lágrimas e sangue, exagerado e fantasioso, exatamente como Álvares encarava o amor, visto que provavelmente nunca esteve numa relação amorosa.
Eu aprovo e indico a quem não gosta de finais felizes.





26 de outubro de 2011

Músicas iguais: coincidência ou plágio?

 Hoje eu estava assistindo a alguns vídeos de humor no youtube com a minha irmã, quando vimos ao lado vários falando sobre bandas que plagiaram outras.
Eu confesso que fiquei de queixo caído, porque as semelhanças são incríveis! Então fiquei com vontade de compartilhar isso com vocês.

25 de outubro de 2011

Curta: uma saída.

Eu nem preciso dizer que amo coisas inusitadas.

22 de outubro de 2011

Tigela Vazia


Eu estava na fila com a minha tigela nas mãos.
Estava emasiado frio e eu não me lembro de ter dormido ou feito outra coisa antes de estar ali.
Para falar a verdade eu nem me lembro de ter ido a outro lugar...
E se eu nasci ali?! Naquela fila?!
Não.
Impossível.
Repreendi a mim mesmo, murmurando mais baixo do que a minha respiração fraca.
E se talvez eu colocar a tigela no chão eu possa esfregar as palmas?! Está frio!
Abaixei-me, encostando meu joelho esquerdo no asfalto... AH! Mas fui pisoteado por um par de pés!
Levanto-me novamente, envergonhado.
Roubaram a minha frente na fila, mas eu não tenho coragem de reclamar. Meu coração se aperta e eu passo a língua nos lábios, na tentativa de umedecê-los, mas não consigo falar. Acabo me conformando e aperto a tigela entre os dedos.
E se eu nasci ali?!
Pensei novamente. Besteira.
Depois de longos minutos esperando, chegou a minha vez.
Estendi as mãos e o cozinheiro, dono de uma grande colher de madeira cutucou a panela, mas dela só veio um tiquinho de nada.
A sopa rala eu bebi em dois goles.
Eu pedi mais um pouquinho, mas antes do cozinheiro botar na minha tigela, eu fui empurrado e caí no chão.
Minha vez acabou.
Saí do bequinho e olhei pela última vez aquela placa:
“Sopa da Felicidade”.
Respirei fundo.
Não deu nem para sentir o gosto...

21 de outubro de 2011

Resenha: Só Entre Nós: Abelardo e Heloísa, de Julio Emilio Braz e Janaina Vieira.

Autores: Julio Emilio Braz, Janaina Vieira Ano: 1992
Total de Páginas: 108
ISBN: 8521506198 
Editora: Livro Técnico
No skoob



Sinopse:

Uma história de dóis jovens que, apesar de bastante diferentes, têm em comum a solidão. Profundamente intimistas, o livro fala de jovens - idealistas, confusos, arrebatados, mas quase sempre generosos com a vida.
Abelardo e heloísa encontram-se num anúncio de jornal e tecem seu romance em uma troca cotidiana de cartas. Jovens, idealistas, solitários, eles falam do amor, da amizade, da dor e da alegria, apresentando-nos o universo adolescente em sua característica mais evidente: as descobertas, de si mesmo e do mundo.

20 de outubro de 2011

Cientistas na camisa de força!

No começo da semana o meu professor de química levou uma revista que falava sobre algumas maluquices que os cientistas fizeram, e leu na sala de aula.
Acabei pedindo emprestado a tal da revista, eis que achei uma coisa bem esquisita:


"Vamos nos fingir de loucos para entrar num manicômio. Quero ver se os médicos percebem a diferença entre nós e os pacientes reais", propôs o professor David Rosenhan, da Universidade de Stanford, a seus amigos. Por pouco, acharam que ele estava mesmo maluco. O ano era 1969 e o movimento que questionava as internações psiquiátricas crescia nas universidades. Em tempos de contracultura, classificar as pessoas em "normais" e "anormais" de acordo com regras subjetivas estava pegando mal.

17 de outubro de 2011

15 coisas que deixam uma garota de óculos frustada por usá-los + posts da semana passada




1ª Esquecer-se de tirá-los quando for dormir e acabar se machucando.
2ª Ter uma digital marcada na lente.
3ª Quebrar um dos suportes do óculos e ter que passar fita durex ou colar com super bond (minha amiga já fez isso. LOL).
4ª Querer usar o óculos 3D e surtar por ter que usar por cima do seu.
5ª Mesmo usando óculos, as pessoas acharem que você não está enxergando. Usar óculos é uma coisa, ser cega é outra.
6ª Sair na chuva forte. É quase a certeza de tropeçar.
7ª Não reconhecer um amigo do outro lado da rua.
8ª Não usar óculos de sol personalizado.
9ª Não escutar direito sem o óculos. #tenso
10ª Coçar o olho, se esquecer que está usando óculos, e então enfiar sem querer o dedo na lente.

11ª Cair no sono, mas acordar assustada pensando que está usando óculos, mas não está.
12ª Usar a frase "você bateria em alguém de óculos?" com um familiar, e não funcionar.
13ª Ficar com a vista doendo só porque não colocou o óculos.
14ª Perder a caixinha dele.
15ª Comer ou beber algo quente e ficar com as lentes embaçadas.





O que passou por aqui na semana passada:


Em meus outros blogs:

Projeto Créativité - #1 E-books independentes
Projeto Créativité - Semana 9 de outubro a 22 de outubro!
Projeto Créativité - Escritora do mês de setembro!

Verbo Resenhar - Projeto Estante Nacional

La Lullaby - Café-da-manhã

13 de outubro de 2011

Do que estás falando?


- Não te queimes! Não te queimes, por favor!
- Do que estás falando?
- Do teu gosto de jogar-te no fogo de olhos fechados a cada cinco minutos.
- Do que estás falando?
- Da coragem que tu não tens e mesmo assim lança-te no ardor da vida.
- Do que estás falando?
- Do teu jeito de morrer a cada cinco minutos.
- Do que estás falando?
- Da minha preocupação em perder-te.
- Do que estás falando?
- De tu mesmo.
- Do que estás falando?
- De mim?
- Do que estás falando?
- De nós.
- Do que estás falando?
- Das vezes que te perde e eu me perco.
- Do que estás falando?
- De como somos a mesma pessoa.
- Do que estás falando?
- De como somos diferentes.
- Do que estás falando?
- Ou iguais.
- Do que estás falando?
- Só não quero que te queimes de novo.
- Do que estás falando?
- A marca ainda está em mim.
- Do que estás falando?
- Só que no coração.



(explosão de inspiração)

Falando nisso, fiz uma entrevista para o blog Back Street Morgan (não é meu, rs), leia aqui!

24 de setembro de 2011

Frangos e Lagartos



De manhãzinha, perto de um lago.

- Quer ler o que eu acabei de escrever?
- Depois eu leio.
- Por que não agora?
- Porque eu estou ocupadíssimo.
- Mas é rapidinho!
- Deixa em cima da minha mesa, que já já eu leio, está bom assim?
- Sempre diz isso, e nunca lê o que eu escrevo!
- É claro que eu leio, mas acontece que você só me chama quando estou ocupado...
- Também nunca mais te mostro nada...
- Para com isso.
- Imagina quando eu publicar um livro, você não vai nem ler o título, nem olhar a capa!
- Por Deus! Dê-me logo esse papel.
- Aqui está!
- Hm, mas que título é esse?
- É apenas um rascunho... Lê de uma vez.
- Está bem.


Depois de alguns minutos.

- Está muito bom, muito bom mesmo.
- Gostou?
- Sim.
- E o que achou?
- Achei que está muito bom.
- Só isso?
- O que quer que eu diga?
- Quero que diga o que realmente achou do texto.
- Certo.
- Então, vamos, pode dizer.
- Eu achei ótimo. Só não entendi o que lagartos têm a ver com frangos.
- Ora, eles são primos.
- Como primos?! Enfim. Eu também não entendi a questão desses dois personagens se comunicarem pelo pensamento. Sem querer te ofender, mas essa idéia me parece meio tola.
- Não vejo tolice alguma. Espere. Acho que te dei o texto errado.
- Sério?
- Aqui está o certo, tome.
- Ai, ai... O que?! 153 páginas? Não vou ler tudo isso agora.
- Por que não?
- Porque não estou a fim, e quem sabe, talvez eu leia mais tarde.
- Ora! Perdi o meu tempo vindo até aqui?!
- Não cacareje em cima de mim.
- É melhor eu pedir mais milho ao fazendeiro do que gastar a paciência com um rastejador!


E assim o frango saiu andando com os seus papéis debaixo das asas, resmungando aos quatro ventos.

19 de setembro de 2011

20 coisas inúteis que eu quero! #16

30 de Agosto de 2011


1º Botas amarelas : $ 89,99
2º Fita adesiva em formato de câmera : $ 21,99

16 de setembro de 2011

Los Gritones

Eu achei um curta-metragem esses dias, não sei se foi exagero meu, mas achei tão lindo e tão arrasador que me sinto obrigada a compartilhar com vocês!
Como sou atrasada nessas coisas de "novidades", espero que ninguém ainda tenha o visto ;p


O vídeo é em espanhol e tem uma legenda em inglês, creio que dá pra entender apenas ouvindo, mas quem não conseguir, segue o diálogo (menos os gritos):

- Grite.
- O que?
- Estou congelando!
- Eu também!
- Você está louca!
- Você mais!
- Eu te amo!


Gostaram? 

14 de setembro de 2011

Um pouco de desabafo IV.


Estou com essa vontade louca de escrever não-sei-o-que. De colocar no papel esse gosto sem sal que tem a saudade, de gritar com as letras até rasgar um caderno inteiro.
Vontade de virar carta e perder o endereço, de falar pouco e de falar muito, de transbordar, vontade de falar com ela, de falar dela. Vontade, só vontade.

13 de setembro de 2011

Pra quem você escreve?


O blog nos dá um certo sentido de liberdade com relação a o que escrever, como escrever, e principalmente: a quem escrever.
De certo modo sempre pensamos no que o post vai refletir, se vai ser interessante ou se vai ser um lixo, e toda essa preocupação se dá porque montamos um perfil de quem vai ler, a quem o post será dirigido.
Então, para quem você escreve?

12 de setembro de 2011

Será que ler dá sono?


Muitas pessoas afirmam que “ler dá sono”, você acredita nessa mentira? De tanto se falar e de se ouvir parece até mesmo que é verdade, mas não é!

7 de setembro de 2011

Pela metade

7 de setembro de 2011

 Longe de quem se ama a gente só vive pela metade: meio morto, meio feliz, meio triste, meio vivo, meio sozinho, meio tudo. E assim era Edu.
© Bruna Morgan | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.