18 de agosto de 2018

300 coisas que todo mundo deveria fazer III

Eu e minhas listas loucas huahua finalmente atualizando a parte 3 desse desafio. É muito legal ver as coisas que já fiz e poder riscar nas 300 coisas que todo mundo deveria fazer!
A primeira parte está aqui, a segunda aqui, e a lista completa aqui.


041. Fazer uma tatuagem.

Comecei a fazer as minhas tatuagens no meio de 2017, e não parei mais! No momento, tenho 9 tatuagens, e quero encher meu corpo de desenhos! Eu fiz esse post quando tinha 5 tatuagens, falta fazer um novo post atualizando hauhua

042. Ter amigos com quem possa confiar de verdade.

Ser eu mesma e confiar assuntos bem pessoas com pessoas que são de confiança. Eu era muito solitária e pensei que não teria amigos assim.

043. Comer um prato de outro país.

Foi no Hanguk House que provei pela primeira vez um prato coreano. Achei interessante e fez parte do meu projeto 100 lugares em 1 ano!

17 de agosto de 2018

Viajando com IDJovem!


Eu fiz meu IDJovem no início do ano, mas usava apenas em cinemas e museus. Esse mês foi a primeira vez que usei em uma viagem interestadual!

Eu e Biel entramos em vários grupos do Facebook sobre IDJovem, vimos sugestões, reclamações, recomendações, então anotamos os nomes das empresas que mais atenderam bem as pessoas, e fomos direto ao Expresso Brasileiro na Rodoviária Novo Rio. Não tivemos nenhuma dificuldade, e o atendente foi bem educado. Logo estávamos com as nossas passagens com gratuidade de 100% de ida e volta para SP! Pagamos no máximo dez reais de taxa.

Para quem não sabe, o IDJovem é o documento que possibilita acesso aos benefícios de meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos e também a vagas gratuitas ou com desconto de 50% em ônibus convencionais interestaduais!
É destinado às pessoas com idade entre 15 e 29 anos, pertencentes à família com renda mensal de até dois salários mínimos e inscritos no Cadastro Único do Governo Federal.
Todas as dúvidas com relação ao programa e como fazer seu cadastro, se encontram aqui no site do IDJovem!

Muitos jovens encontram dificuldade para retirar suas passagens, por causa de má fé das empresas, e isso deve ser denunciado no órgão responsável. Com sorte, eu e Biel conseguimos de primeira e sem  dificuldades!


~
Chegou agosto e o BEDA (Blog Every Day August) vem junto! Significa que todos os dias desse mês o blog será atualizado!

16 de agosto de 2018

Projeto #100em1 - Portinari

Fui com a Mari ver a exposição do Cândido Portinari na Caixa Cultural (RJ), ano passado falei sobre ele ser um dos meus pintores favoritos desde criança, então fui com o coração bem apertado ver as obras dele.

#100em1 é um projeto que consiste em visitar 100 novos lugares no período de um ano! Aqui tem mais sobre o projeto e regrinhas.

15 de agosto de 2018

O amor da minha vida é uma gata preta


Hoje seria o dia da minha neném Sakura. Ela nasceu dia 15 de agosto de 2003, mas ano passado ela faleceu de velhice um mês antes do aniversário.
Ela era da ninhada da gata da minha bisavó. Nasceu no meu quintal e eu fui a primeira humana que ela viu. Eu tinha 8 anos e faria 9 no próximo mês. Brincava de casinha com os filhotes, e ela sempre era a minha filha. Até que se tornou de verdade quando a adotamos de vez.
Ela sempre foi diferente, tinha um olhar intenso e uma inteligência maravilhosa. Eu cresci com ela e não lembro de momentos que Sakura não esteve comigo.
Ela foi e é o amor da minha vida, sei que nada substituirá a ligação que tínhamos.
Sakura faleceu nos meus braços. Eu fui a primeira e a última humana que ela viu.
Eu espero que nos reencontremos em algum lugar, se existir vida após a morte. Sinto que já nos conhecíamos antes dessa vida.

É muito difícil ainda falar sobre ela, pois me dá vontade de chorar. Então me despeço aqui, apenas não queria que o dia dela passasse em branco.






~
Chegou agosto e o BEDA (Blog Every Day August) vem junto! Significa que todos os dias desse mês o blog será atualizado!

14 de agosto de 2018

Minhas ilustrações para a Revista Capitolina


A Capitolina é uma revista online independente para garotas adolescentes. Com viés feminista, a revista aborda temas como relacionamentos, arte, estudos, comportamento, games e diversos assuntos variados.
Eu tive a honra de ilustrar alguns artigos da Capitolina, e atualmente componho a equipe de ilustradoras dela!


Primeira ilustração que fiz para a revista. O artigo era COMO COMEÇAR A LER POR DIVERSÃO, escrito em conjunto por: Rebecca Raia, Mariana Fonseca, Nicole Ranieri, Larissa Siriani, Deborah Simionato, Lilian Minduim, Yasmin Lopez, Natasha Ferla, Isabelle Assumpção.


Segunda ilustração para o artigo da Laura Miranda, A FAMÍLIA DE MOZÃO: POR QUE PRECISAMOS DE ACEITAÇÃO, que mais tarde tive o prazer de conhecê-la por acaso na Feira de São Cristóvão!


Terceira ilustração para o artigo da Rebecca Raia, COMO APRENDER SOBRE HISTÓRIA DA ARTE SEM SAIR DE CASA – PARTE I.

Quarta ilustração sobre VISIBILIDADE BISSEXUAL, escrito em conjunto por Vicky Régia e Daniela Matos.


~
Chegou agosto e o BEDA (Blog Every Day August) vem junto! Significa que todos os dias desse mês o blog será atualizado!

13 de agosto de 2018

HQ: Manifesto por alguém que beba café comigo


História em quadrinhos baseada em um texto que escrevi em 2016 aqui no blog!

12 de agosto de 2018

Projeto #100em1 - Terra em Chamas

Ainda passeando com a Mari, partimos para a Caixa Cultural do Rio de Janeiro. Entramos na primeira sala de exposições e ficamos chocadas com a proposta do artista paulista Vítor Mizael.

#100em1 é um projeto que consiste em visitar 100 novos lugares no período de um ano! Aqui tem mais sobre o projeto e regrinhas.




11 de agosto de 2018

5 coisas estranhas sobre mim


Obviamente não vou listar coisas que considero bizarras hauhua, porque não quero que ninguém me interne num hospital psiquiátrico. Então quebrei um pouco a cabeça pra pensar em coisas só um pouquito estranhas:

1. O Jason Voorhees (filme Sexta-feira 13) mascarado era meu crush quando eu tinha 10 anos de idade. Eu gosto de máscaras de terror até demais, e algumas pessoas acham isso meio esquisito. Também sempre gostei dos bate-bolas, e fui muito feliz no show do Slipknot em 2005 hauhauha.
2. Tenho mania de ter um lápis ou uma caneta preferida, e só consigo escrever e desenhar se estiver com ela. Só paro de usar quando acaba a tinta ou fica um cotoquinho de lápis. Quando perco meu lápis/caneta favorito, fico desesperada, e não consigo usar outros pra substituir.


3. Minha primeira boneca se chamava Biscoito. Ela era um bebê marrom e grande com corpo de pano, cabeça e membros de plástico, e tinha uma expressão de choro assustadora. Eu a amava muito. Sempre tive dificuldades para colocar nome nas coisas, então pedi ajuda à minha mãe. Ela falou milhões de nomes de menina, mas eu falava "não" para todos. Até que sem paciência ela falou "Biscoito" de brincadeira, e eu comecei a pular falando "SIMMM". E ficou o nome da boneca de Biscoito huahua.
4. Café me dá sono. Eu bebo café para relaxar e isso tem chocado algumas pessoas. Gosto de beber café enquanto leio um livro, enquanto vejo desenho, antes de dormir, durante à tarde. Eu bebo café todo o tempo, mas não fico ligadona, fico relaxada.
5. Sou gêmea espiritual da minha irmã, só isso explica as pessoas na rua perguntando se somos gêmeas. Eu sou mais velha dois anos e meio. Somos diferentes fisicamente, e mesmo assim as pessoas ficam confusas. Apenas algumas coisas de gêmeos nós fazemos: terminamos as frases uma da outra, pensamos as mesmas coisas, sabemos o que a outra está sentindo só de olhar, lemos o pensamento uma da outra!

É muito difícil listar apenas cinco coisas estranhas sobre mim, e mais difícil ainda é decidir o que falar huahua senão vou assustar todo mundo. Tenho estranhezas engraçadas e estranhezas macabras, e coisas estranhas que acho super normal.


~
Chegou agosto e o BEDA (Blog Every Day August) vem junto! Significa que todos os dias desse mês o blog será atualizado!



10 de agosto de 2018

Projeto #100em1 - Real Gabinete Português de Leitura

Depois do Teatro Glauce Rocha, eu e Mari fomos ao Real Gabinete Português de Leitura. Foi eleita em 2014 como a quarta biblioteca mais linda do mundo!
Construía em 1837, com pedras trazidas de Portugal ao Rio de Janeiro, hoje a biblioteca abriga mais de 350 mil livros!

#100em1 é um projeto que consiste em visitar 100 novos lugares no período de um ano! Aqui tem mais sobre o projeto e regrinhas.


Machado de Assis era visto todo o tempo procurando livros por essas estantes!


9 de agosto de 2018

Não fique triste por mim


História em quadrinhos sobre a necessudade de ter alguém para conversar sobre sentimentos tristes. Escrito por Flowerais e desenhado por Bolha de Tinta

8 de agosto de 2018

Escrevo sobre meus amores fracassados, e palavras que nunca foram ditas


Tudo que escrevo é sobre meus amores fracassados, e palavras que nunca foram ditas. Meus desenhos e meus textos geralmente são sobre alguém que já passou pela minha vida, ou que ainda está nela e tem me afetado de alguma maneira.
Quando o tempo vai passando e me deparo com um desenho ou poema antigo, lembro pra quem fiz e o que estava sentindo por ela na época. Acabo eternizando um pouco das pessoas na minha arte.

Coloco referências dela que talvez só ela entenda, como uma roupa específica, uma colcha, uma máscara, um momento que passamos juntos. Eu fico com vergonha de publicar depois na internet, mas finjo que não é sobre ela, caso seja um assunto que me constrange.

Gosto de saber que tenho um lugar para guardar meus sentimentos pelas pessoas. Por dentro, eu me sinto intensa, então prefiro canalizar tudo para o desenho e para a escrita, assim não faço coisas impulsivas como me declarar pra alguém hahuhua.

Eu tento misturar sentimentos passados com sentimentos atuais, assim meus conhecidos não vão saber exatamente de quem estou falando. E para não me expor tanto, vou mudando a aparência dos personagens e até o gênero, assim fica mais fácil para me expressar e me esconder ao mesmo tempo.

Talvez isso tudo não passe de medo, prefiro deixar as coisas subentendidas em vez de falar aos quatro ventos. Mas todos os dias aprendo algo sobre mim, e me permito me abrir mais um pouco para as pessoas. Quem sabe um dia não precise desenhar e nem escrever para desafogar, não é mesmo?


~
Chegou agosto e o BEDA (Blog Every Day August) vem junto! Significa que todos os dias desse mês o blog será atualizado!

7 de agosto de 2018

Minha primeira ida ao psicólogo

Hoje foi meu primeiro dia no psicólogo. Eu estava bem nervosa, pois minha garganta parece que começa a fechar quando eu vou falar em voz alta sobre o que sinto. 
Acordei cedo com a minha mãe, pois era por ordem de chegada e em um hospital público. Levei um livro (O Jogo do Anjo, Carlos Ruiz Zafón) e cheguei até a página cem.

Quando chegou a minha vez, apareceu um senhor que deve já ter passado dos cinquenta anos, usando casaco de lã e com uma prancheta na mão. Falou para eu me sentar perto da mesa e fez algumas perguntas.

Eu estava tão nervosa que ficava apertando as minhas mãos no colo. Fui falando algumas coisas sobre mim. Ele perguntou o que eu gostava de fazer para me distrair, falei que gostava de ler ficção científica e romances, e que também tinha uma página na internet onde coloco meus desenhos. Perguntou se podia ver os desenhos e mostrei a minha história em quadrinhos "Isso Não Acaba". Ele disse que gostou do desenho e que o conteúdo é corajoso, e me incentivou a continuar.

Eu o verei a cada duas semanas, e adorei ter conhecido esse senhor. Me deixou bem calma no final e pareceu muito compreensível.
Dizem que geralmente demora um pouco até encontrarmos um psicólogo que deixe à vontade, mas acho que acertei de primeira.

No final, quando estávamos nos despedindo, eu perguntei se podia ficar com um cartaz do Matisse que estava no mural da sala de espera. Falei que tinha ido na exposição que teve na Caixa Cultural e ele disse que tinha ido nessa também. Resultado: vim pra casa com um pôster do Matisse!

 Icarus, 1946, Henri Matisse


~
Chegou agosto e o BEDA (Blog Every Day August) vem junto! Significa que todos os dias desse mês o blog será atualizado!

6 de agosto de 2018

Projeto #100em1 - Casa de Rui Barbosa

Um dos lugares da minha lista era a Casa de Rui Barbosa, mas sempre adiava, pois era mais fácil dar role pelo centro do Rio. Então, uma amiga que se mudou para Botafogo melhorou da saúde, e fomos passear por alguns lugares culturais de lá!

#100em1 é um projeto que consiste em visitar 100 novos lugares no período de um ano! Aqui tem mais sobre o projeto e regrinhas.



5 de agosto de 2018

Ela adormeceu ao meu lado


Desenhei mais uma história curta baseada em um poema de 2016 que escrevi aqui no blog. Tem sido interessante pegar textos antigos e desenhá-los!

4 de agosto de 2018

Salve o role da bad


Uma amiga nossa estava precisando desabafar e resolvemos todos nos encontrar. Todos estávamos com alguma bad no peito. Conversamos, bebemos, jogamos uno, e tiramos ótimas fotos numa praça em Olaria. 


3 de agosto de 2018

Projeto #100em1 - Teatro Glauce Rocha

Esse teatro virou um símbolo pessoal de reencontro com a minha amiga Mariana. Ficamos anos longe uma da outra, mas pudemos enfim voltar a nos ver, e espero que a distância não fique entre nós novamente.
Eu a convidei para conhecer esse teatro comigo, estava na minha lista dos cem lugares para visitar. Vimos uma peça em cartaz chamada "Eu sou eu porque meu cachorrinho me conhece", fiquei interessada por conter trechos de Gertrude Stein e por ser dirigido por uma mulher (Martha Ribeiro).

Chegamos lá e deu para perceber que é um teatro não muito frequentado, ele é escuro e tem cheiro de coisas guardadas. Eu amei a atmosfera, era como encontrar um local secreto no meio da cidade do Rio de Janeiro!

Enquanto esperávamos a peça começar, uma senhora gentil passou vendendo biscoitinhos, ela disse que vai à todos os teatros vendendo biscoitos de queijo e de coco. 

Nós nos sentamos nas últimas poltronas, e descobrimos que era a estréia da peça, era o primeiro dia e tínhamos ido de modo totalmente aleatório.

#100em1 é um projeto que consiste em visitar 100 novos lugares no período de um ano! Aqui tem mais sobre o projeto e regrinhas.


Os atores disseram que não era permitido tirar fotos e gravar sem a autorização, então eu não registrei a peça. Foi uma experiência de 1h de tirar o fôlego! Experimentei tantas emoções que eu e minha amiga ficamos impactadas o tempo inteiro, e até depois de muitas horas.

A peça misturava ficção e realidade, e em muitos momentos não dava para saber se quem falava era o personagem ou o ator. Muitas questões foram levantadas, como a ideia de que uma peça precise dar sentido e mensagem, e sobre as perspectivas diferentes de quem está no palco e quem está na platéia.

Eu sou eu porque meu cachorrinho me conhece começou com uma cena de vários orgasmos, o palco meio escuro, apenas iluminado com uma luz vermelha. Os personagens surgindo e se questionando da própria existência.

Queria ter ido nos dias seguintes da peça, mas muitos compromissos apareceram e eu não pude ir. Caso entre em cartaz novamente, com certeza assistirei de novo!

Os performers são do Laboratório de Criação e Investigação da Cena Contemporânea: Ariel, Beanã Sophi, Eduardo Ibraim, Gabriel Gusttavo, Joana Caetano, Nua Del Fiol, Tatiana Delgado, Lucas Rodrigues, Yuvita Gusti.


Descobrimos depois que o teatro leva o nome de uma atriz brasileira, Glauce Rocha, nascida em Mato Grosso do Sul, na década de 30!
Pesquisei e vi que ela lutou contra a censura e também era tão dedicada ao seu trabalho e à sua arte, que saía febril dos palcos, e faleceu aos 41 anos de tanto trabalhar! 

Eu fiquei encantada por ter ido ver uma peça dirigida por uma mulher, contendo trechos de uma escritora, performada por atrizes e por pessoas trans, num teatro que leva o nome de uma mulher incrível!


~
 Av. Rio Branco, 179 - Centro
Rio de Janeiro - RJ

Chegou agosto e o BEDA (Blog Every Day August) vem junto! Significa que todos os dias desse mês o blog será atualizado!

2 de agosto de 2018

Tatuagem da Bruxinha Cat Lady


Semana passada fui ao estúdio de tatuagem e piercings Sob a Pele, convite da tatuadora e artista plástica Maíra Coelho ❤! Ela propôs uma parceria e desenhou uma bruxinha e um gatinho especialmente para mim! *-*


Eu havia conversado com ela apenas pelo meu instagram do Bolha de Tinta, e fiquei encantada com os rascunhos que ela me mandava. Já tinha amado as tatuagens do portfolio dela, então sabia que o resultado seria incrível!



Fui ao estúdio com meus amigos. Biel para ser o fotógrafo pessoal, e a Thainá para ser suporte emocional de dor. Chegando lá, conheci a Má, ela é adorável, talentosa e incrível! É o tipo de pessoa que dá vontade de colocar num potinho e guardar.


Não doeu muito, boa parte do tempo dei algumas cochiladas. 


Eu fiquei imensamente feliz com a proposta da Má Coelho e com a minha nova tatuagem. Agora vou mostrar meu bracinho em todas as oportunidades possíveis!


Ela se formou na EBA (UFRJ) em pintura, e é tatuadora há apenas 1 ano! E já tem tatuagens maravilhosas em seu portfólio! 
Perguntei qual estilo de tatuagem ela mais gosta de trabalhar, e qual conselho daria para artistas mulheres que querem entrar no mercado da tatuagem. Ela curte artes mais orgânicas e fluídas, e aconselha que estude pra caralho, tanto desenho quanto pintura e tatuagem, e que invista em material e marketing pessoal ❤.


Ela faz orçamentos pelo direct do instagram. O estúdio em que ela trabalha está de casa nova no endereço: Av. Armando Lombardi, 633, lojas K e L - Jardim Oceânico, Barra da Tijuca (dentro do Needle's Pub), no Rio de Janeiro.


Chegou agosto e o BEDA (Blog Every Day August) vem junto! Significa que todos os dias desse mês o blog será atualizado!
© Bruna Morgan | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.