Sequer Um Rabisco

Sequer um rabisco Eu desejei ser uma letra Uma sílaba, Qualquer rabisco de caneta. Quando me transformaram em desenho...

Sequer um rabisco

Eu desejei ser uma letra
Uma sílaba,
Qualquer rabisco de caneta.

Quando me transformaram em desenho,
Lembro-me do pincel que delineava
Minhas tranças e o delicado cenho.
Oh! Por falta da cor amarelada,
O meu vestido de babado
Virou um algodão rosa - claro.

Feliz, corria com o papel
Na direção
Dalgum parente.
Mas ao chegar
Meu desenho estava borrado,
Deixando minhas sobrancelhas
No queixo apagado.
Eu não sabia que era preciso esperar
A tinta secar!

Então por cinco anos
Eu não fui sequer
Um rabisco.

Tentei reproduzir o desenho,
Talvez mais de quinhentas vezes
Em outros papéis,
Com outros pincéis,
Mas tudo o que eu consegui
Foram círculos mal feitos
Olhos tortos
Bocas crispadas
E mãos faltando dedos!

You Might Also Like

0 comentários

;D