5 coisas que eu gostaria de começar, mas nunca sai do papel!

Eu realmente tenho uma lista de coisas para serem feitas, mas e na hora de realizá-las? Estou sempre desafiando a mim mesma para conc...


Eu realmente tenho uma lista de coisas para serem feitas, mas e na hora de realizá-las? Estou sempre desafiando a mim mesma para concluir ou começar certas tarefas, às vezes eu ganho, e às vezes, na maioria delas, eu perco. Essa aqui é mais uma lista das coisas que eu gostaria de começar, mas que nunca sai do papel.


1. Aprender a andar de bicicleta

Eu sei, é vergonhoso ter vinte anos e ainda não saber andar de bicicleta sem as rodinhas extras. Quando eu era pequena, cheguei a tentar pedalar pela ciclovia do bairro, mas a vontade logo morreu.
Ano passado, o Raphael tentou me ensinar na garagem do prédio em que morava. O único problema foi que a bicicleta era grande demais para mim, e meses mais tarde ela foi roubada (juro que não tive nada a ver com isso!).
Ainda sinto vontade de aprender, tanto pela questão da locomoção, quanto pela saúde. Será que alguém gostaria de me dar uma bicicleta de presente de aniversário? Hein, hein?


2. Terminar os meus projetos

Essa é a pior parte, admitir que tenho mais inícios do que fins. Eu sempre estou iniciando um novo projeto, um novo desafio, algo que vai me inspirar... mas e na hora de terminá-los?
Eu já estou decidida a parar de ter projetos inacabados.
Acontecia algo semelhante com as minhas leituras, eu tenho 132 livros em casa para ler, e vivia comprando novos exemplares, isso só fazia com que minha estante ficasse empilhada de livros que não li! Ano retrasado fiz uma promessa a mim mesma: comprar somente 1 livro a cada cinco terminados. Acabou que eu comprei menos de 10 livros em dois anos. Não por falta de leitura, e sim para conseguir ler todos os que já tenho em casa, sem amontoar nada. Então, desde já, não iniciarei novos projetos até acabar ao menos a metade deles! Aceito cobranças!


 3. Sair mais de casa

É o calor, a falta de dinheiro, falta de lugares legais para ir, transporte lotado e demorado, falta de vontade, o sono que chega, a barriga embrulhada, ansiedade, medo de passar pela porta.
Eu gostaria de sair mais de casa, mas são tantas coisas que me impedem, preciso trabalhar mais esse dilema. Em casa há conforto, "segurança", comidinhas, posso andar pelada, internet, não preciso me arrumar. Porém, é a rua que meu espírito chama, a natureza, a praia, museus, cinemas, festas, acampamentos. Preciso de um emprego para começar a bancar tudo, e depois férias para aproveitar.

 4.Demonstrar mais os meus sentimentos

Por muito tempo, eu pensei que esconder meus sentimentos e fingir ser fria era um modo de proteção. Passei por muitos problemas no início e durante a adolescência, e me esconder foi um jeito de não me machucar mais ainda. Eu tinha na parede do quarto uma frase pintada de Lord Byron, "why should I for others groan, when none will sigh for me?", "por que pelos outros deveria eu sofrer, quando ninguém por mim irá suspirar?". Eu lia essa frase infinitas vezes, até se tornar um mantra. Naquela época, o resultado foi satisfatório, porém hoje em dia é difícil demonstrar meus sentimentos, não consigo expressar emoção com facilidade, é complicado esboçar reações de afeto, alegria, tristeza, compreensão. Às vezes penso que não sinto nada de verdade, que tirei tudo de mim e não restou mais nada. Tenho medo de ficar assim para sempre.

 5. Ser otimista 

Minha criação influenciou meu modo pessimista de pensar. É complicado ver as coisas de um jeito normal ou otimista, e por muitas vezes chego a me aborrecer comigo mesma. Em muitas situações, já estou me policiando, respirando fundo e pensando: "vamos, Bruna, veja o lado bom, não se afunde, não pense que o mundo acabou por causa disso", também me sinto mal por "infectar" às vezes as pessoas em volta, principalmente o Raphael, que suga mais a minha energia negativa. Preciso ser mais otimista na vida, pois só tenho essa.



----
e você? que 5 coisas gostaria de começar, mas nunca sai do papel?

You Might Also Like

4 comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bruna, também me identifiquei vários itens. Até o da bicicleta!!! xD Bom, eu até consigo andar, mas ainda me sinto muito insegura nela T_T sei que é algo a ser trabalhado com a prática, mas por causa da insegurança, eu não pratico hahaha. Também tenho problemas em demonstrar meus sentimentos. Por causa de alguns acontecimentos, acabei me forçando a me tornar mais fria. E o que é pior, realmente me tornei mais fria... antes fosse apenas fingimento... :/ e acho que a frieza, consequentemente, te leva a pensamentos e uma visão mais negativa a cerca das coisas..Ah, eu teria que pensar com mais calma sobre quais seriam as minhas 5 coisas...T_T

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post.Também não sei andar de bicicleta.rs.Terminar o que eu faço também é um objetivo não terminado,haha.Eu adorei seu blog,você escreve muito bem só acho que deveria melhorar a área da home das postagens,me perdi toda.Beijos :3

    http://everything2k.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Se te consola, eu também não sei andar de bicicleta!

    ResponderExcluir

;D