Território Sagrado.

Eu amo até os joelhos dela os cotovelos ombros a covinha do rosto que aparece quando ela sorri de tão feliz amo até seus dedos com...


Eu amo até
os joelhos dela
os cotovelos
ombros
a covinha do rosto
que aparece quando
ela sorri de tão feliz
amo até seus dedos compridos
seu nariz largo
e as coxas,
beijo cada
centímetro de sua pele
memorizando com meus lábios
o mapa corporal.
território sagrado.

You Might Also Like

3 comentários

  1. Que bonito, Bruna <3
    Gosto muito de poesias assimétricas, e gostei muito de ler teu blog <o/
    Beijão!

    www.vultuspersefone.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Imagina que louco saber que alguém ama tudo em mim? Hahaha! Gostei bastante!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir

;D