15 de agosto de 2017

Sakura, minha flor de cerejeira.


Dia 15 de agosto era para ser o aniversário de catorze anos da minha gata Sakura. Ela faleceu um mês antes.
Tudo começou em uma manhã pós-chuva, caía uma garoa bem fininha, e soubemos (eu e minha irmã) que a gata da minha bisavó finalmente havia dado à luz aos filhotinhos. Descemos correndo as escadas, e vimos aninhados numa casinha improvisada de papelão, vários recém nascidos. No primeiro momento, me encantei com o único filhote pretinho.
Sabíamos que os gatinhos seriam adotados por outras pessoas quando desmamassem. Então aproveitávamos e brincávamos com eles todos os dias. O pretinho era o meu favorito. Seis crianças no meu quintal, cada uma com um gatinho, brincando de casinha, eles eram os nenéns.
A gata da minha bisavó confiava em nós, e deixava os filhotes brincarem com aquele bando de criança.

O tempo foi passando e quando nós nos demos conta, sobraram apenas o gatinho malhado e o pretinho.
Eu chorei muito quando pensei que o pretinho seria adotado, mas quando soube que não era verdade, eu e minha irmã imploramos para que ficasse conosco.
Então, numa tardezinha, eu., minha mãe e minha irmã colocamos o gatinho no meio de nós e começamos a pensar em um nome. O escolhido foi Sakura, em homenagem ao anime Sakura Card Captors, que eu e minha irmã estávamos viciadas em assistir.
Eu me lembro da tour que fiz pela casa com a Sakura em meu colo, mostrando todos os cômodos da sua nova casa. E também me lembro da primeira noite dela dormindo com a gente. Ela dormiu em uma cestinha pequena, e ficou recebendo carinho até adormecer. Eu tinha  nove anos.


Eu tive uma ligação com ela que nunca tive com mais ninguém. Os olho dela eram muito expressivos e parecia que conseguia ler a minha ama. Ela conhecia cada gesto meu. E eu sabia o que ela queria, sem precisar que me pedisse. Ela foi o grande amor da minha vida. Ela esteve presente por mais da metade da minha vida.
Sakura faleceu com o rosto em minha mão, eu vi o último suspiro dela. E fiquei com ela em meus braços. enquanto seu corpinho ficava gelado. Ela faleceu às 3h da madrugada. De manha, um funcionário da veterinária veio buscá-la para a cremação.
Já pela noite, eu acordei sentindo uma lambida dela em meu joelho, até acordei sentindo cócegas, mas ela não estava lá.
Faz um mês que ela faleceu, e ainda assim penso que a verei quando chego em casa da rua. Ainda é muito difícil escrever ou falar sobre ela e não chorar.
Na manhã do seu aniversário, eu sonhei que ela me visitava por um instante, e que depois precisava ir embora. Eu corria atrás dela chorando, pedindo que voltasse. Quando acordei, olhei para o calendário do celular e  vi que era aniversário dela.

Eu sentia que já a conhecia de vidas anteriores, e estou esperando que ela volte e se reencontre comigo.

Participando do BEDA nos grupos Se organizar,todo mundo bloga | Café com Blog | United Blogs

8 comentários:

  1. que triste :(
    eu sei a dor de perder alguém que amamos muito, e como a sakura fazia parte da sua vida a muitos anos imagino a dor, deve ser como se faltasse um órgão né


    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
  2. é muito triste , eu tbm tenho uma gata, sempre tive gatos, mas nunca duraram muito por causa de pessoas ruins que envenenavam. Sei como é essa tristeza, uma dor gigante.
    www.verdeveggie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. por envenenamento é tão triste, a vida é cortada :c

      Excluir
  3. Tenho uma gatinha preta, e me lembrei dela enquanto lia. Não sei o que eu faria se ela não estivesse mais comigo, e fico triste em pensar como seria em alguns anos. Ela sempre fica do meu lado, e me segue e me espera, é como se ela me intendesse.

    Espero que reencontre a Sakura ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que sua gatinha viva muuuuuuuuuuitos anos <3

      Excluir

Oie! Seu comentário é muito bem vindo *-*, espero que tenha gostado do que leu e que volte sempre <3.

Clique em "notifique-me" caso queria receber um aviso de minha resposta ao seu comentário! Beijinhos.

© Bruna Morgan | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.