Eu não mereço ser estuprada.

Não é o meu comportamento que é vulgar, a sua atitude que é criminosa. Como vocês devem ter acompanhado as pesquisas, uma delas apontou...


Não é o meu comportamento que é vulgar, a sua atitude que é criminosa.

Como vocês devem ter acompanhado as pesquisas, uma delas apontou que 65% dos entrevistados concordaram que a mulher que usa roupa que mostra o corpo merece ser atacada. Foram entrevistados homens e mulheres, que isso fique bem claro.

Vou tentar explicar em palavras fáceis e sem termos que possam correr o risco de serem mal interpretados.

Olha, aquela apresentadora da televisão semideusa não merece ser estuprada. Aquela moça que passa todos os dias na frente da sua casa, rebolando e com uma saia bem curta também não merece ser estuprada. Sabe a menina que você tem certeza que usa legging para provocar? Ela também não merece. Um detalhe, ela provavelmente usa a roupa porque quer, não porque os homens influenciam tanto assim a escolha da roupa das mulheres. Há homens com o ego tão grande, que tem certeza que nos vestimos, falamos e nos comportamos focando em como eles vão se sentir, gostar ou não das nossas atitudes.

E digo mais, sendo você mulher ou homem, de qualquer religião, de qualquer lugar do mundo ou classe social: suas irmãs, suas mães, suas filhas e suas amigas (até as suas inimigas) não merecem um estupro. E eu vou dizer o motivo: porque quando você é estuprada, além de lidar com a dor física e emocional, você tem que lidar com a sociedade. Tem que lidar com a polícia que duvida de você, com sua família querendo abafar o caso, com as pessoas que questionam a sua vestimenta e com a vergonha que te acompanha. ALÉM, é claro, da lembrança de um homem impondo a força do seu corpo e te agredindo da pior forma possível.

Não é surpresa o resultado dessa pesquisa, digo isso com um gosto amargo na boca e digito com um leve tremor. Não surpreende porque estupros acontecem todos os dias. Com meninos e meninas. Com mulheres e homens. Mas sempre com os mais vulneráveis. E é nessa vulnerabilidade que as pessoas se apegam, lembrando sempre que se ela existe e que poderia ter sido evitada. Mas sabe aquele pênis que foi enfiado à força em alguém? Não foi a roupa, não foi a situação e muito menos a menina pedindo: foi o cara que o botou pra fora e se forçou dentro de um ser humano. Um ser humano com nome, endereço, desejos, uma história que fica marcada para sempre com esse episódio e com o livre arbítrio de usar a roupa que quiser.

Estupro não é sexo, gente.

Do outro lado do mundo as mulheres de burca são estupradas, sabia? A desculpa pelos lados de lá é que elas usam rímel, o que provoca a explosão hormonal masculina. E sabe a diferença do rímel saudita pras saias e shorts curtos da brasileira? Nenhuma, além da responsabilidade ser sempre de quem? Da mulher, é claro.
Se ainda não ficou claro, deixo aqui uma terrível verdade: crianças são estupradas e molestadas diariamente. E não é porque exibem perninhas irresistíveis ou estão desacompanhadas. É porque o protagonista de uma agressão sexual é sempre o agressor.

Não é por instinto que acontecem os estupros. Crimes sexuais são cometidos porque alguém perdeu o bom senso e não sabe viver em sociedade - e esse alguém não é a vítima, só para deixar claro.

Não concorda? Pois saiba que a vítima podia ser alguém que você ama. A vítima pode ser você. A vítima pode estar de mini-saia. A vítima pode estar de burca. Só não deixe para tomar uma atitude quando acontecer muito próximo ao seu círculo social. Vamos acabar com essa bobagem e vamos enxergar as coisas como elas são: quem estupra é o culpado. E acontece tanto, que você com certeza conhece muitas pessoas que sofreram esse tipo de violência e convivem com isso em silêncio, graças à cultura do estupro que existe.

Eu tenho muito mais direito em usar uma saia curta do que um homem me estuprar e usar esse meu direito como desculpa. Você também.

(escrito por Ju Umbelino)

You Might Also Like

7 comentários

  1. realmente é uma decepção saber que, além de todos os problemas que o brasil enfrenta, perceber que há tanta ignorância por aí, tanta violência. vivemos na porra de uma sociedade machista, ignorante e intolerante. e eu odeio toda essa realidade.

    ResponderExcluir
  2. A única culpa e razão do estupro é o estuprador e ponto final. Roupas, gestos, atitudes... enfim, nada interessa, é um ato selvagem e que merece todo repúdio. O que infelizmente surpreende é tanta gente (como a pesquisa mostra) pensar o contrário, a vilanizar a única vítima da história, as mulheres.

    Ah, e queria agradecer as palavras gentis em meu blog, e quanto ao spam de 3 anos atrás isso não tem problema algum! kkkkkkkk

    (é você na imagem? parece bastante, se sim, gostei da atitude da postagem)

    ResponderExcluir
  3. Que texto incrível! Tornou meu dia mais feliz ler isso <3 Os homens se acham tão importantes a ponto de achar que as mulheres se vestem pensando neles, que vivem cada segundinho de suas vidas pensando neles, aliás. Felizmente não é assim, né? :-) Os dados da pesquisa são absurdos mas eu também não me surpreendo. Pelo que vejo, pelo que dizem, só poderia ser isso mesmo. Espero que isso mude. E enquanto não muda, espero que possamos dizer mais, escrever mais e fazer mais, porque só assim darão importância a nós.
    Gostei muito do teu blog, tô seguindo. <3
    Beijão! Bruna S. do http://www.chanelfakeblog.com/

    ResponderExcluir
  4. Esse texto falou tudo e mais um pouco. Estou ligada nas pesquisas e posts que estão fazendo, as mulheres estão se juntando e tem umas que estão falando "ah, tá virando modinha esse assunto" se for para atingir o foco, então que vire modinha mesmo né? Ano passado fiz um vídeo falando indiretamente sobre esse assunto e contando um fato que aconteceu comigo, se quiser assistir: https://www.youtube.com/watch?v=dGWauTx_fG4 Adorei o post!

    Bitocas!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  5. Essa pesquisa do ipea está sendo fundamental para trazer à tona este assunto. Contudo, mais do que tratar os estupros como casos isolados de estupradores com problemas sociais (seja lá por qual car%$), devemos aproveitar este momento para colocar o seu pano de fundo: o machismo.

    Gostei do blog


    Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Belo texto, realmente vivemos em uma sociedade machista, hipócrita, nojenta!
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  7. Desde os tempos mais primordios que é assim que o mundo funciona.
    uso da força sobre o maus fraco. O mundo evoluiu o ser humano também, mas a bestialidade ainda faz parte desses seres "evoluidos".
    É um estupro na inocência saber que convivemos as vezes com pessoas assim no meio de nós, disfarçadas de normais!!

    ResponderExcluir

;D