Os últimos desenhos que fiz são pedaços de mim.

Facebook  |  Instagram  |  Tumblr  |  Twitter Desafiei à mim mesma em fazer uma tirinha por dia durante o mês de maio. Quando não ...


Desafiei à mim mesma em fazer uma tirinha por dia durante o mês de maio. Quando não consigo, desenho dois no dia seguinte para equilibrar. Resolvi fazer três posts esse mês para falar sobre eles, esse é o primeiro. Estão em ordem de publicação, dos primeiros aos últimos.
Em maio, comecei a rascunhar no papel, e a terminar no photoshop. Antes o meu processo era: desenhar com lápis no papel > passar a caneta nankin por cima > escanear > limpar o desenho > colorir > publicar. Mas agora que minha caneta acabou, meu processo nesse mês virou: rascunhar com lápis no papel > escanear > limpar > passar por cima com um pincel maravilhoso que encontrei e me adaptei > publicar.
Outra mudança foi que comecei a usar cores mais vivas em meus desenhos, continuei com a paleta de cores, porém aumentei a saturação. Estou satisfeita assim.

Muitas pessoas andam me perguntando sobre o que são essas manchas nos corpos dos meus personagens. E fiquei assustada quando me disseram que pensavam ser marcas de violência o-o, gente huaha comoassim.
Para mim, essas marcas são o que chamo de "pontos de calor", não sei outro nome que poderia dar. Sabe quando um personagem está num local frio, e fica com o nariz e as extremidades rosadas? Então, é isso. Eu coloco no nariz, nos ombros, nos dedos, cotovelos, joelhos, e às vezes no queixo. Raramente, quero remeter à machucados internos, mas não há nada sobre violência, ok?

Para ler um por um, é só clicar no nome deles 


- Você disse que o que há entre nós é vazio: é decepcionante quando você descobre que é a única pessoa na "relação", que acreditava haver algo de especial entre os dois. Mas, na verdade, o outro só te enxergava como alguém que conheceu por acaso e sem muita importância. Eu quis representar o coelho como sendo o do mundo da Alice no País das Maravilhas, que parece ser incapaz de ser pego.
- Eu sinto vontade de falar com você todos os dias: sabe quando você quer falar com a pessoa todo o tempo, quer puxar assunto, mas sabe que se não fizer isso, ela nem vai notar a diferença? Esse é o sentimento que eu quis passar no desenho. É aquela dor que você sente vontade de largar o celular ou desligar o computador.
- Eu só quero um dia bom: inconscientemente, eu só desenhei comida. A felicidade para mim deve ser um bom copo de café, uma fruta fresca, um pedaço de um bolo delicioso. Sem preocupações, apenas degustar essas comidinhas, sem sofrimento.
- Eu quero ler com você: eu sou uma pessoa viciada em livros, e acho muito romântico ler com alguém que se ama, escutar as palavras da pessoa, fechar os olhos e imaginar a história que ela está lendo. Descobrir qual livro desperta o coração dela e como a narrativa fica muito melhor quando ela coloca sua entonação nela.


- Às vezes sinto falta de quem eu costumava ser: quando era mais jovem, eu escrevia mais e tinha mais convicção sobre meu futuro, parecia que eu sabia exatamente o que fazer e como fazer, e tinha plena certeza que tudo daria certo.
- A vontade de não mais existir é grande: eu sei que é pesado, mas eu penso em suicídio 4 dias por semana, e preciso de longas horas para me convencer a não fazer nada arriscado. Quem lê meu blog e vê meus desenhos há muito tempo, sabe que carrego isso dentro de mim. No dia que fiz esse quadrinho, eu estava tendo uma crise pesada de depressão, e precisei desenhar isso. O facebook censurou, pois algumas pessoas o denunciaram, porém mais tarde publiquei novamente, censurando a pistola nos dois últimos quadros. Esse foi o quadrinho mais sincero que já fiz até então.
- Silêncio: terceiro ou quarto desenho que faço usando a menina com máscara de gato japonês e o menino com máscara do homem-aranha. Minha irmã disse que é uma boa ideia fazer uma série curta usando esses personagens, estou pensando em fazer uma história em quadrinhos deles com pelo menos 15 ou 20 páginas. 

- Eu gosto de imaginar que um banho e um chá quente: todo mundo sabe que um chá quentinho e um banho quentinho ajudam a relaxar o corpo, porém muitas vezes não adiantam, mas eu gosto de pensar que ajudam.
- Acho que é o meu destino: as pessoas vem e vão embora das nossas vidas, e isso é uma coisa que eu tive dificuldades em aprender. Tenho um trauma em ser abandonada, e me dói muito quando as pessoas deixam de me amar.
- Baby, não me deixe sozinha: quando minha mente não cala a boca, e começa a me sufocar, eu preciso conversar ou ouvir a voz de pessoas especiais da minha vida. É como se a voz delas fosse música que me acalma, e eu paro um pouco de escutar as vozes de dentro que me fazem sofrer.
- É muito bom voltar a falar com um amigo: eu tenho um amigo em especial, embora o desenho englobe outros amigos sumidos, mas fiz especialmente pensando no Christian. Somos amigos há muitos anos, e às vezes acontece de ficarmos um tempo sem nos falar, sem motivo algum, e depois voltamos como se o tempo não tivesse passado.
- Obrigada, mãe, pelas coisas que já fez por amar a gente: fiz no dia das mães, e as cores representam ela, que tem o cabelo rosa escuro, eu que tenho o cabelo rosa claro, e minha irmã que tem o cabelo azul e verde.


- Tudo que escrevo é sobre: eu sei disso, e algumas pessoas já vieram me questionar o porquê de eu escrever, na maioria das vezes, sobre amores que não deram certo, ou o porquê de eu fazer mais desenhos tristes do que feliz. Gente, é o que me inspira huahua em muitos momentos, eu uso o desenho e a escrita para me livrar de certos sentimentos, sendo do passado ou do presente. Então falo sobre coisas que já passei, mesmo que tenha ocorrido há 7 anos.
- É importante que as pessoas sintam-se amadas de verdade: é complicado se sentir amado hoje em dia, pois os sentimentos se tornaram muito efêmeros, se evaporam rapidamente. E é difícil confiar também, e entregar o coração. Eu acho importante que as pessoas se sintam realmente amadas.
- Eu odeio ter ciúmes, tento disfarçar: infelizmente, eu sou uma pessoa bastante ciumenta e paranoica, meus primeiros relacionamentos afloraram isso dentro de mim, e ainda não consegui superar 100% a insegurança. Mas tento disfarçar, tento fingir que não sinto nada, porém por dentro me sinto queimar.
- Se eu continuar a te encontrar em cada livro que leio: é incrível quando me apaixono e consigo ver a pessoa em todos os livros que leio, quando isso acontece, a história fica até melhor e eu me envolto mais.
- Eu sei quando devo ir embora da vida de alguém: é complicado partir, em oposição ao meu outro desenho, o "Acho que é o meu destino", nesse há o aprendizado em saber quando já não faz parte da vida de alguém. Há um ditado sobre cada pessoa ter um tempo na vida de outra, e eu comecei a acreditar nisso.

Espero que tenham gostado dos desenhos!
~

You Might Also Like

16 comentários

  1. que viagem da galera achar q era algo relacionado à violência.
    eu sempre achei q fosse charme rs
    adoro seus desenhos!
    <3
    www.jeniffergeraldine.com

    ResponderExcluir
  2. eu vi o pessoal perguntando, mas pra falar a verdade nem passou pela minha cabeça isso, mas é legal esclarecer, adoro seus desenhos e o que vem nas tirinhas é ótimo também, muitas vezes é algo que precisamos mesmo ler!

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
  3. Seus desenhos são simplesmente maravilhosos, sempre representam exatamente como estou me sentindo, e também são muito bonitos, vocë é muito talentosa, minha grande inspiração! Bjs! Amei o post.

    ResponderExcluir
  4. Yo Neko-chan!! <3
    Eu amo suas tirinhas, acho que gosto da sinceridade da transparência dos teus sentimentos tanto nas tirinhas quanto o que escreve. Eu acho que não tem coisa melhor para botar sentimentos que estão nos acabando por dentro do que escrevendo.
    Uma das coisas que eu aprendi com o tempo e que a beleza na tristeza. Poemas, letras de musicas e historias . Todas se tornaram tão profundas, intensa e bonita escrita por alguém que estava mergulhado em tristeza. Acho que a tristeza pode inspirar belas canções, pelos poemas e historias.
    Das tuas tirinhas as que eu mais me identificam são as duas primeiras, combinam exatamente com o que passei no começo desse mês. Sobre ciúmes peguei trauma desse sentimento, eu achava que ciúmes prejudicava só os dois envolvidos mas prejudica os de fora também.
    Eu queria acreditar que eu poderia permanecer na vida as pessoas para sempre, mas já notei que não dá, a maioria das pessoas não estão disposta.
    Toda vez que vejo suas tirinhas e seus texto tenho vontade de ti dar um abraço, não sei porque. Amo seu blog, me sinto irrita por não poder marca presença mais vezes.
    <3

    Kissu:****

    www.watashinosekaibykrol.com

    ResponderExcluir
  5. Conheci sua página e seu blog em questão de 48h atrás e me identifiquei muito com você e admiro seu trabalho! Você me inspirou a voltar com meu blog que abandonei 3 anos atrás e a colocar um pouco de mim nele, assim como você faz com o seu. Você é maravilhosa!

    ResponderExcluir
  6. "eu só quero um dia bom, em que nada de ruim aconteça". ♥ Adorei suas tirinhas. Te conheço há um tempinho, mas não sabia que tinha esse talento também. ♥

    ACESSO PERMITIDO. ♥
    www.acessopermitido.com

    ResponderExcluir
  7. Juro que se não tivesse lido iria pensar que as marcas rosadas representam algum tipo de agressão mesmo haha. Seus desenhos são lindos, achei muito legal essa sua ideia e adorei esse tipo de postagem. Muita coisa ai tem a ver comigo.

    Beijos.
    www.memorizeis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Mantenha acesa a chama da perseveança, é por aí que vamos apurando nosso talento e para tanto te sugiro companhia da nossa www.hellowebradio.com ... Você. Vem!
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  9. eu adoro como consigo me ver na maioria dos quadrinhos
    eu adoro os desenhos e as cores
    eu adoro a poesia presa neles
    eu adoro o sentimento que cada um deles expressa
    e adoro quando descubro o significado maior que há por trás deles

    ResponderExcluir
  10. Bruna, que tirinhas mais incríveis! Achei seus desenhos tão simples e expressivos ao mesmo tempo e me identifiquei tanto com todos que se tivesse coragem de expressar o que sinto pra TODO MUNDO teria sido cuva de compartilhamento com eles! Curti a página pra continuar acompanhando...
    Esse do ciúmes foi o que mais me pegou porque eu nunca fui muito de me sentir assim e agora estou descobrindo como é e detestando!

    ResponderExcluir
  11. Bru, você é tão talentosa... <3
    Amo forte as suas ilustras, são sempre cheia de tanta cor e poesia. E fiquei chocada sobre o que pensavam sobre as manchas na pele das suas ilustrações, socorro.

    Beijão da Supimpa Girl

    ResponderExcluir
  12. Eu não conhecia a sua página no facebook, acabei de ver, na verdade.
    Eu adorei os quadrinhos e fiquei meio chocado com a denúncia que fizeram
    naquele sobre suicídio.
    Por isso que ainda é algo tão comum (a ação de se suicidar).
    A sua postagem poderia ser uma forma de pedir "socorro",
    e o que as pessoas fizeram foi ridículo,
    é meio que ignorar um fato, uma ajuda.
    Enfim, nem todo mundo se importa com saúde mental, principalmente as dos outros.
    Basicamente, "a gente" só se importa com "a gente", e olhe lá viu...
    brancobolcado.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Mulher, como vc desenha maravilhosamente bem!! TO APAIXONADA!!!
    Parabéns!!
    Beijos, blogjessribeiro.com.br

    ResponderExcluir
  14. Amo de paixão os seus desenhos e acompanho no seu tumblr também. Você é muito criativa e desenha muito bem. Me identifico muito com eles <3

    ResponderExcluir
  15. Apaixonada pelos teus desenhos, ficaram lindos demais. Você tem um talento único! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  16. Queria tanto ter esse talento! Suas tirinhas estão incríveis ♥ E achei meio viagem o pessoal te perguntar isso sobre as marcas, haha. Sempre interpretei da forma que você disse!

    Um beijo! ♥
    www.daniquedisse.com.br

    ResponderExcluir

;D