Os tipos de café!

 30 de agosto de 2011 O que vem à sua cabeça quando se fala em "café"? Normalmente pensamos em café puro ou café com leite,...

 30 de agosto de 2011



O que vem à sua cabeça quando se fala em "café"?
Normalmente pensamos em café puro ou café com leite, mas esses não são os únicos existentes!
No post de hoje vou falar sobre dezessete tipos de café!




  • Café-com-leite. Mistura tradicional (caffé-au-lait), servida em xícaras médias ou grandes, que no café da manhã ou como lanche, nos lares e cafés de estrada, é em geral acompanhado de pão francês com manteiga. Servido à mesa, uma leiteira é incluída no serviço do café. A base do Café-com-leite é o Café-de-coador ou o Café-expresso.
  • Café-pingado. Café com leite escuro; leva pouco leite. A base é o Café-de-coador, o Café-longo ou o Café-carioca.
  • Café-curto. Obtido de máquina com menor quantidade de água, é mais espesso, o que faz dele um potente estimulante psíquico; é também muito calórico por exigir maior quantidade de açúcar. O mesmo que Café-expresso.
  • Café-carioca. Tem o corpo do Café-longo, porém servido em xícara pequena (demitasse). Obtido de máquina, é um Expresso mais diluído em água e menos concentrado.
  • Café-expresso. Café fortemente concentrado, obtido de máquina, servido em pequena xícara. O mesmo que Café-curto.
  • Café-longo. Café obtido de máquina, menos forte que o Curto ou Expresso, para ser tomado em xícara de maior capacidade (média), com acompanhamento de comestíveis, como no café da manhã.
  • Cafezinho. Café-de-coador mais forte e incorpado, ou o Café-expresso,  tomado em pequena quantidade, servido em uma meia xícara (demitasse). O cafezinho é servido ao final da refeição acompanhado de licores, e isto não é apenas um costume, mas uma finalização útil para a boa digestão do almoço ou jantar.
  • Capuccino. Reúne ao café expresso o leite, pouco chocolate em pó, canela e cobertura de chantilly, e açúcar. Graças a esses potentes nutrientes, além de estimulante psíquico, o capuccino também é fonte de calorias. Consiste no café expresso acrescido de leite quente encimado por uma capa de espuma de leite ou de chantili, e um pouco de pó de canela ou de chocolate em pó como decoração, servido em xícara de louça. O que o distingue do café-com-leite é conter menos leite, e ser coberto pela espuma produzida no leite frio quando este é aquecido rapidamente no bico de vapor da máquina de café. A espuma pode ser substituída pelo creme chantili. Esta capa serve de isolante para manter alto o calor da bebida. Geralmente é tomado sem acompanhamento de outros alimentos. Não é tomado no café da manhã, nem ao fim de uma refeição.




  • Mocaccino: também chamado Café Moca, é uma variação do cappuccino, com menos leite e acrescido de chocolate, coberto com creme de Chantilly. Para prepará-lo, coloca-se chocolate em pó na xícara e sobre este derrama-se café puro. Adiciona-se leite quente espumante, ou leite quente com uma camada de chantili, como no cappuccino. Na superfície espalha-se um pouco de chocolate em pó ou escamas de chocolate como decoração.
  • Marocchino: deriva do cappuccino (e por isso não se diz “café marocchino” mas apenas “marocchino”). Coloca-se pó de chocolate em uma taça de vidro transparente, despeja-se primeiro o leite espumante, e sobre este o café (ordem inversa do cappuccino). O vidro permite ver camadas diferentemente coloridas da bebida. Acredita-se que o nome vem da cor semelhante à coloração da pele dos habitantes de Marrocos.
  • Café Moca ou Mocaccino: é uma variação do Capucccino, com menos leite e muito chocolate em pó, coberto com creme de chantilly.
  • Café-e-licores. O licor e o cognac compõem com o café o grupo de bebidas adequadas a completar a refeição. Algumas pessoas gostam de adoçar seu cafezinho com licor. Por isso é conveniente que os licores estejam já visíveis e à disposição dos convidados em um aparador, apesar de que serão servidos após o café. O convidado pode pedir para repetir o cafezinho – o que, porém, contraria a moderação aconselhada devido à forte estimulação do café concentrado –, mas não se espera que ele peça leite ou qualquer outro aditivo para seu café, além dos adoçantes ou possivelmente, de um pouco de licor.
  • Café-continental. A designação é dada em função do acompanhamento. No continente europeu a preferência era por um café mais simples pela manhã, puro, ou com creme ou leite, acompanhado apenas de pão francês ou pão de forma, ou de torradas; e geléia, manteiga e suco, que ficou por isso conhecido como “Continental”, em contraste com o café-inglês (no Brasil o Café-colonial) de acompanhamento mais abundante e variado.





  • Café-Colonial. Modo de servir o café que se distingue pelos comestíveis do acompanhamento. É certamente o café inglês, que desde os tempos coloniais ficou como um hábito matinal brasileiro, trazido pelos portugueses. É precedido de fatias de frutas e sucos de frutas, e servido com leite, pão, manteiga, marmelada, mel, queijo, ovos quentes ou mexidos, e bacon, cereais no leite, presunto ou salsichas, bolos e biscoitos. A mesa é aparelhada com a cafeteira, a leiteira, açucareiro, xícaras e pires, colherinhas de café, pratos de sobremesa, garfo e faca, e as pinças e colheres de servir, guardanapos, etc.Variações regionais introduzem o cuscus, a macaxeira, mel de engenho, e outros complementos comestíveis.Ovos quentes são um acompanhante do café da manhã que demanda a observação de algumas normas de Boas-maneiras. Pelo fato de serem com muita frequência oferecidos em várias regiões, no Brasil e na Europa, é recomendável que as pessoas saibam dos cuidados para tomá-los, para evitarem deslizes embaraçosos.


  • Café-solúvel. Produto do café em que os elementos solúveis em água quente são extraídos dos grãos e o líquido obtido é seco por evaporação deixando o pó solúvel, ou passa pelo processo de liofilização no qual o líquido é congelado e em seguida o conteúdo de água da solução gelada é vaporizado sob pressão, deixando o resíduo sólido que é pulverizado. É servido à mesa em um recipiente fechado (pode ser o próprio vidro da embalagem) para evitar que absorva umidade, junto a uma garrafa de água quente.
  • Café-de-coador. Café feito com café moído depositado em um coador de pano ou papel poroso, no qual se derrama água fervendo. É geralmente o café doméstico, fraco ou forte conforme a relação das quantidades de água e pó.
  • Café-descafeinado. Os inconvenientes da forte atuação da cafeína do café levaram seus produtores a criar o “café descafeinado”, que passou a ser a preferência de muitas pessoas mais sensíveis às propriedades estimulantes daquela substância. Para ter essa qualidade o café precisa perder pelo menos 97 por cento da cafeína.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Eu amo capuccino ,rs. >< Você é uma viciada em cafeína né? '='

    ResponderExcluir
  2. hahaha pra só min existia café com leite !!

    ResponderExcluir

;D